Unicamp: Queremos testes de Covid-19 e EPIs

A- A A+

Reproduzimos o material elaborado por funcionários do Hospital das Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) denunciando as criminosas condições de trabalho que estão sendo submetidos durante a pandemia e o descaso da Reitoria da Universidade e da gerência do HC para com a segurança desses trabalhadores.


QUEREMOS TESTES DE COVID E EPIS NÃO QUEREMOS CONTAMINAR NOSSAS FAMÍLIAS E PACIENTES! 

A UNICAMP, hospital modelo da região, não testa seus funcionários nem fornece EPIs adequados. Enquanto isso, pacientes internados sem covid são infectados durante a internação. Como eles são infectados? Por nós, profissionais da saúde. 

Muito de nós somos assintomáticos, como 60% da população, e assim não sabemos se estamos contaminados. Como não somos testados, mesmo quando suspeito de estarmos contaminados, acabamos transmitindo para pacientes que cuidamos já debilitadas e que ao serem contagiados morrem pela doença transmitida dentro dos hospitais. Além disso, assim como todo brasileiro, também temos família! Quando voltamos do trabalho, encontramos com nossos maridos, esposas, pais, filhos e netos, e temos medo de estarmos os contaminando também. 

A situação é tão absurda, que mesmo quando somos grupos de risco, já que não fomos afastados do trabalho mesmo sendo asmáticos, idosos, hipertensos, as vezes preferimos trabalhar diretamente com o COVID, já que pelo menos teremos acesso a EPIs, porque nos demais setores não nos fornecem equipamentos adequados. É principalmente nos setores que não tratam diretamente do COVID que muito de nós e pacientes são infectados. Os pacientes só são testados depois de apresentarem claramente sintoma de covid, e enquanto isto vão infectando todos os que estão a sua volta! Assim, vários de nós estão espalhando o vírus nos fretados, corredores, farmácia, hemodiálise... temos infectados por todo o hospital! 

Quando perguntamos o por quê não somos testados, a instituição nós diz que não conseguiria arcar com os afastamentos. E querem que arquemos com a morte de nossos famílias? Vão arcar com a morte dos pacientes que chegam ao hospital sem estarem contaminados e acabam morrendo por COVID? Com a nossa morte, vão arcar? No momento, o Brasil é o país com mais mortes por COVID de profissionais de enfermagem no mundo! Não testar os funcionários de saúde, não evita o afastamento dos trabalhadores, pelo contrário, aumenta a falta cada vez maior de profissionais de saúde. Também aumenta a transmissão do vírus e, assim, a necessidade de mais profissionais de saúde, testes e leitos! 

Sabemos que infectamos pacientes, mas temos bem claro que a culpa não é nossa! A culpa é dos responsáveis que tampam os olhos perante esta situação! Entre eles estão a CIPA, a CCIH, os supervisores e o reitor! Não têm testes? Não têm recursos? Exijam do governo! Todas as mortes por causa da pandemia são culpa do Estado, que há anos precariza a saúde pública do país, diminuí nossos salários e aumenta a nossa carga de trabalho! E que no meio da pandemia não valoriza os funcionários de saúde, pelo contrário!

No meio dessa situação o governo aprovou uma medida que caso sejamos contaminados pelo vírus teremos que provar que foi no trabalho para termos algum direito trabalhista. Como provaríamos isso? E os nossos supervisores ao invés de irem contra essa medida, a aplicam através da “tabela de sintomas”! Quem defende essas medidas é tão responsável pelo descaso conosco e com nossas famílias quanto o governo! 

Por todo o Brasil tem ocorrido manifestações, paralisações e greves de funcionários da saúde, reivindicando EPIs e testes! Não querem nos testar para não nos afastar do trabalho mesmo infectados? Se decidirmos parar, os responsáveis pela população ficar sem atendimento nos hospitais serão de todos aqueles que estão nos obrigando a trabalhar nestas condições absurdas!

Em defesa da saúde do povo que cuidamos, das nossas famílias e da nossa própria saúde!

Teste de COVID e EPIs para todos os funcionários do HC Unicamp!

Teste de COVID e EPIs para todos os funcionários da saúde do Brasil!

Hospital das Clínicas da Unicamp atingiu 100% de ocupação nos leitos de UTI. Foto: Danilo Braga

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira