África do Sul: Povo protesta e não aceita ser feito de cobaia em testes de vacina da Covid-19

A- A A+

Foto: AP Photo/ Themba Hadebe

Em Joanesburgo, capital da África do Sul, manifestantes protestaram na Universidade de Witwatersrand, no dia 25 de junho, revoltados pela testagem da primeira vacina para a Covid-19 em seu país. A vacina foi desenvolvida na Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha e espera-se a participação de cerca de 2 mil "voluntários" na África do Sul. 

Os manifestantes entoavam palavras de ordem como Nós não somos cobaias! e Não às vacinas inseguras! Um manifestante afirmou ao monopólio de imprensa: “Eu acredito na ciência, não sou contra as vacinas, sou contra o lucro”.

Phapano Phasha, organizadora do protesto, disse ao monopólio de imprensa The Associated Press antes do evento que as pessoas estão sendo enganadas e sabem dos riscos a que são submetidas: “As pessoas escolhidas como voluntárias para a vacinação são de origem pobre e não têm condições o suficiente para entender [os riscos]. Acreditamos que eles estão manipulando os vulneráveis. A narrativa que nos é imposta é de que nosso continente é uma lixeira", disse Phasha.

A ativista também lembrou os comentários reacionários amplamente divulgados no início deste ano por um pesquisador francês, Jean-Paul Mira, que disse: "Nós não deveríamos estar fazendo este estudo [sobre a vacina] na África, onde não há máscaras, não há tratamentos?”. Ele, de forma preconceituosa, comparou a situação dos africanos com relação à Covid-19 com a situação das prostitutas no caso dos estudos sobre a AIDS: "Nas prostitutas, testamos as coisas porque sabemos que elas estão altamente expostas e que não se protegem".

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Rua Gal. Almério de Moura 302/4º andar
São Cristóvão - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também!

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Matheus Magioli Cossa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
José Ricardo Prieto
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Matheus Magioli Cossa
Ana Lúcia Nunes
Matheus Magioli
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira