Irlanda do Norte: Jovens emboscam polícia e arremessam bombas incendiárias

Uma van é queimada durante a chegada dos restos mortais de político pacifista pró-imperialista. Foto: independent.ie

A polícia de Derry, na Irlanda do Norte, foi atacada com coquetéis molotov e bombas de tinta no dia 5 de agosto, quando sofreram uma emboscada executada por dois jovens. Os policiais haviam comparecido a uma estrada onde um objeto suspeito (uma bomba falsa) havia sido encontrada e, lá chegando, foram cercados. 

Mais tarde, por volta das 22h, a polícia recebeu um relato de que um caminhão de guincho havia sido tomado nas proximidades da Rota Galliagh. O motorista e seu passageiro foram parados cerca de três homens na estrada, que incendiaram o veículo vazio. A ação política, de sabotagem, também está relacionada à luta nacional do povo irlandês.

Após a sabotagem, bombeiros e a polícia compareceram ao local onde uma multidão de cerca de 150 pessoas havia se reunido em protesto. Quando os agentes chegaram, a multidão jogou fogos de artifício, incluindo pedras e garrafas contra os policiais. Uma bomba incendiária também foi atirada, mas não acendeu.

Já no dia 06/08, por volta das 12h40, outra van foi sequestrada na área de Fergleen Park e incendiada. Outra tentativa de sequestro foi relatada logo após as 2h da manhã, quando cerca de 20 pessoas mascaradas, algumas segurando barras de metal, tentaram levar o carro de um homem. No dia 04/08, duas vans e um ônibus foram tomados em partes diferentes da cidade.

Rebeliões aconteceram enquanto o corpo de político pacifista era levado a Derry

As revoltas populares aconteceram em Derry no dia 04/08 a partir do momento em que o corpo de John Hume, político pacifista e oportunista que morrera no dia anterior, retornava à cidade para ser enterrado.

A primeira van queimada bloqueou a estrada New Road em Creggan, interrompendo o tráfego a 500 metros da Catedral de St Eugene, onde o corpo de Hume seria recebido. A segunda van foi incendiada fora da escola primária Holy Child, no coração do Creggan, enquanto dezenas de jovens se reuniam para assistir o incêndio. Os incidentes aconteceram entre 16h30 e 17h, sendo este último o horário original previsto para a recepção dos restos mortais de John Hume em sua cidade natal.

John Hume fora um político norte-irlandês que procurava conciliar a brutal colonização inglesa ao país, recebendo um prêmio Nobel da “Paz” em 1998, pelos seus esforços em levar à uma “solução pacífica” a resistência nacional do país contra o jugo britânico. Hume afirmava que “não devemos permitir que nosso protesto criativo degenere em violência física”, diante dos brutais assassinatos, prisões, estupros e dominação econômica, política, militar e ideológica da Inglaterra sobre a Irlanda, cujo povo travava uma guerra pela sua libertação.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro