Tailândia: Povo se ergue contra a monarquia e o governo militar

A- A A+

Manifestantes protestam em Bangkok, próximos ao Monumento da Democracia, em 16 de agosto de 2020. Foto: Athit Perawongmetha

Ao menos 10 mil tailandeses protestaram em Bangkok, capital do país, contra o governo militar aliado à monarquia, no dia 16 de agosto, no maior protesto desde o golpe militar instaurado no país em 2014. O país criminaliza atos populares através de um estado de emergência instituído sob o pretexto da pandemia do coronavírus, e desde o dia 16/08 o regime prendeu ao menos sete manifestantes.

Nos dias 19 e 20/08, as forças de repressão realizaram a prisão de pelo menos sete manifestantes opositores ao regime, entre rappers e advogados democráticos, sob a acusação de rebelião, cuja pena no país pode chegar até sete anos de prisão.

A repressão se deu como resposta aos protestos de juventude, principalmente estudantis, contra o governo reacionário, que ocorrem desde fevereiro, mas que se radicalizaram e começaram a se posicionar contra a monarquia feudal. O primeiro-ministro Prayut Chan-o-cha, um dos líderes militares do golpe de 2014, defendeu a monarquia em julho e afirmou estar "preocupado com este movimento". Apesar disso, o rei Maha Vajiralongkorn Bodindradebayavarangkun passa pouco tempo na Tailândia, vivendo uma vida de opulência na Europa. Nas manifestações de 16/08, a polícia local informou ter mobilizado 600 agentes para a repressão do protesto. 

O protesto originado pela juventude ganhou amplo apoio dos trabalhadores, o que se demonstrou nos protestos multitudinários. "Os estudantes saíram por algumas semanas e eu quero apoiá-los", declarou Thanyarak Suksarard, de 50 anos, ao monopólio de imprensa Reuters. "Eu apoio seu chamado para uma mudança política". Além de exigir a saída de Prayuth, manifestantes pediram o fim da constituição dos militares, o fim da repressão e da monarquia.

Na entrada do “Monumento da Democracia”, no centro de Bangkok, um projetor exibiu uma frase em tailandês que denunciava: Por que nós precisamos de um rei?

Os manifestantes também se colocavam contra o “desaparecimento” de pelo menos nove ativistas que se opunham ao governo militar e à monarquia, e que viviam no exílio, dois dos quais tiveram os corpos encontrados em um rio no Laos, em 2019. Enquanto os militares e governantes prometeram restaurar a estabilidade política no país, o que fizeram foi aprofundar a miséria das amplas massas e as reprimir.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza