Peru: Jovens morrem asfixiados e pisoteados após incursão policial em festa

A- A A+


Corpos dos jovens assassinados pela polícia na discoteca, na capital Lima, são levados sem vida. Imagem: Reprodução/Twitter

Exatos 13 jovens morreram sufocados e esmagados durante uma operação policial numa discoteca, no bairro operário de Los Olivos, em Lima, no dia 23 de agosto. De acordo com as famílias das vítimas, a polícia jogou bombas de gás lacrimogêneo no clube e trancou-lhe as portas, causando pânico entre os presentes. Dos 13 jovens mortos, 12 eram mulheres e, além destes, outros seis ficaram feridos pelos esmagamentos, com 20 sendo detidos pela polícia. Todos estavam na casa dos 20 anos de idade.

"Observei que os quatro policiais entraram no local e saíram novamente e fecharam a porta. Você podia ouvir as garotas gritando que havia balas [de arma de fogo] dentro da discoteca. Os mesmos oficiais haviam atirado e uma bomba de gás lacrimogêneo foi lançada", disse uma testemunha e membro da família de uma das vítimas, ao monopólio de imprensa, RPP Notícias.

"Quando as meninas viram isso, desceram para o primeiro andar e a polícia fechou a porta sobre elas para que não pudessem sair. Todos eles começaram ficar sufocados, as pessoas que estavam do lado de fora foram e você não podia mais abrir a porta", acrescentou ela.

O Ministro do Interior, tenente Jorge Montoya Perez, declarou com rapidez que a polícia "nunca utilizou" gás lacrimogêneo e que "não agiu" de maneira que causasse medo entre os presentes, isentando a polícia de toda responsabilidade sobre as mortes. Entretanto, tal declaração vai em contradição com a morte por asfixia dos jovens.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza