BA: Moradores revoltados com as péssimas condições de estrada fecham avenida em Feira de Santana


Moradores fecham avenida em Feira de Santana, na Bahia. Foto: Paulo José/Acorda Cidade

No dia 3 de setembro, moradores do bairro Lagoa Salgada, no município de Feira de Santana, na Bahia, interditaram a avenida Nóide Cerqueira. Eles denunciaram que estão há mais de três meses com problemas no transporte público por conta das condições dos corredores de tráfego do bairro, principalmente na Estrada do Calundu. Moradores fecharam a via com paus e pneus incendiados e levavam cartazes cobrando seus direitos. 

"Há mais de três meses o ônibus da linha Parque Lagoa/Fazenda não entra porque a estrada está ruim. A estrada não presta. O único ônibus que passa por aqui é o Tanquinho e, mesmo assim, a gente tem que andar muitos metros para pegar o ônibus e se arriscando por causa disso. Eu já fui assaltada vindo pegar o ônibus, e a gente quer providência. Tem mais de seis meses que a estrada está ruim e mais de três que o ônibus deixou de circular por aqui. Não tem ônibus. Nasci e me criei aqui na Lagoa Salgada e a gente nunca passou por isso”, desabafou a moradora Maria José Teixeira.

“Está cheia de buracos, quebra os para-choque dos carros tudo. Esse povo aqui já tem mais de quatro meses precisando andar muito para pegar ônibus porque o ônibus não passa por lá. A situação está péssima só dá para passar trator, eu rodo há 28 anos aqui, já passei pela empresa Transul, pela 18 de setembro e agora estou na São João, e sempre sofrendo com a situação das estradas. Se quebrar um para-choque desse aqui, quem paga é o motorista, é um sofrimento. Quebra tudo, um ônibus desse pesado, rodando numa buraqueira dessa. E só roda cheio. Tem três carros nessa linha, mas só está rodando um. A cada duas horas um balão. Leva um tempo que dá para ir a Salvador e voltar”, denunciou o motorista de ônibus, Ivan Mota.


Foto: Paulo José/ Acorda Cidade

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro