RJ: Revoltados com altos preços, trabalhadores confiscam alimentos de supermercado em São Gonçalo

A- A A+

No dia 15 de setembro, as massas populares, revoltadas com aumento absurdo dos alimentos, invadiram, saquearam e quebraram vidraças de um supermercado da Rede Economia, no bairro Santa Luzia, em São Gonçalo, região Metropolitana do Rio de Janeiro.

O ato foi um protesto contra a falta de respeito com a população que sofre com o preço absurdo da cesta básica. Em alguns mercados cinco quilos de arroz já ultrapassa o valor de R$ 40 no Rio de Janeiro.

Nas redes sociais, a população apoiou o ocorrido. "Querem assaltar o povo com preços absurdo, uma hora o povo se revolta", escreveu um rapaz. Outro disparou: "Às vezes não é só saqueamento, é sacanear quem tá sacaneando. Eles tão colocando o preço lá em cima por causa dese auxilio, sendo que tem muita gente que precisa e não recebe, ai fica difícil comprar as coisas com um preço absurdo desses, o problema tem que ser resolvido de um jeito ou de outro".

O preço do arroz, em especial, tive alta de 100% se tomado o período de setembro deste ano ao de 2019. Já o óleo de soja, outro exemplo, teve alta de 14% em agosto, comparado a julho de 2020.

Bolsonaro, os generais e Paulo Guedes estão preocupados em somente atender o mercado externo (a alta do dólar, acima de R$ 5, favorece os exportadores, assim como a alta no preço da soja) e pouco se importam em atender o consumo interno e a alimentação do povo.

No Brasil, 90% da área plantada é de soja e milho, esmagando covardemente os camponeses pobres que produzem itens que são essenciais como arroz e feijão. Mais de 50% dos produtos da cesta básica são produzidos por milhões de famílias de camponeses pobres (a maioria da força de trabalho rural) em apenas 25% das terras agricultáveis, enquanto alguns poucos milhares de latifundiários, conformando 1% dos proprietários, controlam 45% das terras agricultáveis, segundo a própria Oxfam. 

São Gonçalo, especialmente, tem a segunda maior população do estado Rio de Janeiro, ficando atrás somente da capital. É uma das cidades com maiores índices de pobreza do estado,  também foi o município com maior incidência de assassinatos nos últimos dois anos no Rio de Janeiro e, além disso, é a terceira cidade em número de casos de Covid-19 e de óbitos causados pelo descaso dos governos do município e do estado. Este episódio, dado o contexto em que a cidade de São Gonçalo está inserida, demonstra o nível de miséria que está colocado às classes mais exploradas e a resposta consequente das mesmas.


Trabalhadores revoltados confiscam alimentos de supermercado devido a altos preços. Foto: Reprodução/Redes Sociais

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza