GO: Prefeitura de Aparecida de Goiânia promove despejo durante pandemia

A- A A+


Foto: Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) 

Nos dias 11 e 12 de setembro, o prefeito da cidade de Aparecida de Goiânia, o reacionário Gustavo Mendanha (MDB), ordenou o despejo de cerca de 100 famílias da ocupação Alto da Boa Vista, localizada ao lado do cemitério municipal Jardim da Esperança, no setor Buenos Aires, em meio à pandemia do coronavírus. A Guarda Civil Metropolitana (GCM) chegou ao local com várias viaturas e a retroescavadeira perto de 12h do dia 11. Os barracos levantados pelos moradores foram destruídos com móveis e até animais dentro e, segundo denúncias feitas em redes sociais, a GCM ainda tentou impedir a divulgação deste crime contra o povo.

Cerca de 300 pessoas, desempregadas e sem condições de pagar aluguel ou outro lugar para morar, resistiam na área há sete meses.


Foto: Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) 

O advogado das famílias, Agnaldo Ramos, e o presidente da Associação Comercial de Mercado Público Popular Nacional (ACMPP), Silas José, que apoiam a ocupação, denunciaram que a ação aconteceu sem nem mesmo uma ordem judicial de "reintegração de posse": o que houve foi um mandado administrativo da prefeitura de Aparecida de Goiânia, assinado por um procurador do município, Fábio Camargo, determinando o despejo covarde. Segundo o advogado, não houve, ainda, nenhum direito à defesa nem aviso do despejo, pois a defesa das famílias não recebeu notificação de resposta da prefeitura.

Até então, as famílias permanecem no local, pois a prefeitura de Aparecida não fez nenhum cadastro ou acompanhamento delas, como confirmou a Secretaria de Habitação e de Assistência Social.


Foto: Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza