RJ: PM faz operação para vingar morte de sargento e deixa cinco mortos na Vila Aliança

A- A A+


Blindado da PM se prepara para operação de massacre. Foto: Twitter PMERJ

A Polícia Militar (PM) realizou uma operação no dia 13 de outubro, na região de Senador Camará, na favela da Vila Aliança, Rebu e Sapo, localizadas na zona oeste do Rio. A operação da PM começou por volta das 8h com a presença de carros blindados e helicópteros. A operação foi feita após um sargento da PM ter sido morto no dia anterior durante perseguição a "carro suspeito" na avenida Brasil. A operação deixou cinco pessoas mortas. 

Durante operações dessa natureza, é sempre escasso o volume de relatos ou informações sobre o desfecho das operações e seus efeitos contra a população. Isso ocorre devido à negligência do monopólio de imprensa e a ocultação de informações por parte das forças de repressão.

Porém, no dia 5 de setembro, vazou a informação de que duas pessoas morreram em operação da Polícia Civil, na mesma favela (Vila Aliança). O idoso Jorge Fernandes, 61 anos, que foi atingido na barriga, e Danilo Alves da Silva, morreram. Eles foram socorrido e levados para o Hospital Albert Schweitzer, mas chegaram sem vida.

Durante a operação que causou mortes e transtornos para os moradores, cinco fuzis, uma pistola e carregadores foram apreendidos. Contudo, no dia 12/03/2019, cerca de 117 fuzis M-16 com códigos adulterados foram achados na casa de Alexandre Mota de Souza, amigo do paramilitar de extrema-direita Ronnie Lessa, indiciado pelo crime de tráfico internacional de armas e principal suspeito da morte da ex-vereadora Marielle Franco. A operação não ocorreu em nenhuma favela, e sim na Barra da Tijuca, num dos condomínios mais caros da cidade, e sem disparar um único tiro. A polícia avaliou o valor total dos fuzis encontrados em R$ 3,5 milhões.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza