PI: Moradores protestam contra as péssimas condições de estrada na zona rural de Teresina


Moradores protestam na zona rural de Teresina. Foto: Iure Hudson

Moradores do povoado de Amparo, na região da Cacimba Velha, zona rural de Teresina, estado do Piauí, interditaram a avenida Oscar Filho no dia 5 de novembro. A avenida é uma estrada de terra, e leva a vários povoados da região e à rodovia PI-113.

Os manifestantes denunciam que as estradas estão em péssimas condições pioradas com a chuva atinge a região nos últimos dias. Segundo os moradores, quando chove, os poucos ônibus que passam pela região deixam de circular, pois não têm condições de trafegar pela via esburacada.

“É muito sofrimentos que passamos. Quando é verão é muita poeira e quando chove é muita lama”, disse um morador que não quis se identificar, ao repórter Ronney Oliveira, do site GP1.

Durante o ato que teve inicio por volta das 7h, os manifestantes usaram dois carros para interditar a estrada, montaram barricadas ateando fogo em pneus e pedaços de madeira, bloqueando a estrada nos dois sentidos.

Em entrevista ao site do monopólio de imprensa G1, a moradora do povoado, Socorro da Costa, relatou que o objetivo do protesto é justo e visa denunciar as péssimas condições em que a estrada se encontra. “Os motoristas de ônibus dizem que não existem condições de passar por aqui. Os veículos quebram, porque a via não tem sinalização e atualmente está cheia de buracos encobertos pelas águas das chuvas”, explicou.

Ainda segundo relato da moradora, alguns ônibus já quebraram ao passar pela estrada durante a noite, pois a visibilidade dos motoristas é bem menor. “Eu vou para o trabalho às 5h da manhã, e quando eu volto para casa durante a noite, o ônibus quebra e tenho que terminar o trajeto andando. É muito perigoso você andar de uma comunidade até outra nesse horário. Até quem possui carro próprio encontra dificuldades para passar pela estrada, e sofrem com os prejuízos, pois o carro quebra”, finalizou.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin