BA: Ato durante dia de votações conclamou o povo a boicotar a farsa eleitoral

A- A A+


Faixa estendida pelos ativistas de Salvador crítica a farsa das eleições e afirma necessidade da Revolução Democrática. Foto: Comitê de Apoio de Salvador/BA

Integrantes de movimentos combativos como a Unidade Vermelha - Liga da Juventude Revolucionária (UV-LJR) e do Movimento Estudantil Popular Revolucionário (MEPR) realizaram um importante ato denunciando a farsa eleitoral na capital baiana, Salvador. Durante o ato, foi estendida uma faixa com a consigna: Eleição é farsa! O Brasil precisa de uma grande Revolução! e foram distribuídos 520 panfletos explicando a importância do boicote à farsa eleitoral, o caráter antidemocrático do atual sistema político e da consequente organização popular.


Panfletos sobre a necessidade do boicote às eleições foram entregues à população, que apoiou vigorosamente os ativistas. Foto: Comitê de Apoio de Salvador/BA

Houve um esvaziamento significativo de eleitores esse ano: 26,46% dos eleitores não compareceram, enquanto 3,36% votaram em branco e 9,61% anularam o voto; em contrapartida foi perceptível o aumento de pessoas trabalhando em boca de urna, evidenciando o desemprego crescente na cidade de Salvador.

As massas se mostraram extremamente receptivas e externaram seu profundo descontentamento com essa velha política. Enquanto alguns questionavam a realização de um pleito em plena pandemia, outros deixavam claro que o ato de votar realmente não mudava nada e seria importante que a mensagem de boicotar as eleições chegasse a mais pessoas.


Foto: Comitê de Apoio de Salvador/BA

Destaca-se um fato que ocorreu após a realização do ato, nas dependências do metrô, onde um integrante estava distribuindo alguns panfletos quando foi chamado por um segurança que perguntou qual era o conteúdo do material distribuído e pediu que fosse feita a leitura. Ao final da leitura o segurança pediu que deixasse um panfleto pois concordava com o que estava escrito, e afirmou que anularia o voto e que havia feito postagens incentivando seus conhecidos a fazerem o mesmo.

A receptividade das massas à mensagem do boicote à farsa eleitoral e a porcentagem crescente de abstenções, votos nulos e brancos nas ultimas eleições é uma demonstração cabal de rechaço às politicas eleitoreiras; as massas demonstram que desejam um outro caminho para realizar a verdadeira transformação do País.


Os trabalhadores demonstraram seu rechaço a velha política e receberam os panfletos com muito entusiasmo. Foto: Comitê de Apoio de Salvador/BA

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza