Novas ações em apoio à LCP são realizadas mundialmente

A- A A+

Ações de solidariedade realizadas, da esquerda para direita, na Galícia, Irlanda, Suécia, USA e França.

Entre o final do mês de outubro e o início do mês de novembro, novas ações foram realizadas por movimentos populares e revolucionários em todo o mundo em apoio ao Acampamento Tiago dos Santos e à Liga dos Camponeses Pobres (LCP).

Na França, em Paris, o Grupo Revolucionário Charlatan (Groupe Révolutionnaire Charlatan, GRC) penduraram uma faixa sobre a avenida Saint-Mandé, apesar da intimidação policial e uma tentativa de emboscada pela Segurança de Paris, na qual constava Solidariedade anti-imperialista à LCP!

Em um post na rede social Twitter, os militantes também postaram uma declaração em apoio à LCP, através de um documento em que descrevem a ação criminosa e despejo ilegal dos camponeses do acampamento Tiago dos Santos, denunciam a truculência das forças de repressão e abordam a história da Liga dos Camponeses pobres: sua fundação; a continuação da luta pela revolução agrária durante o governo de turno de gerênciamento do oportunismo petista, indo em enfrentamento direto com a direção oportunista do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST); e concluem o documento denunciando os assassinatos das lideranças camponesas Renato Nathan e Cleomar Rodrigues durante o gerenciamento petista, assim como denunciam a intensificação da repressão no campo por Bolsonaro e os generais.

Na Irlanda, ativistas da Ação Anti-Imperialista Irlanda (AIAI) realizaram uma ação em solidariedade à LCP e ao Acampamento Tiago do Santos, em frente à embaixada brasileira em Dublin, eles carregavam banners nos quais se liam Conquistar a Terra! Solidariedade da Irlanda! e Vida longa à LCP!

Na Galícia, revolucionários penduraram uma faixa em solidariedade à LCP e o acampamento Tiago dos Santos a qual lia O Estado Brasileiro reprime o povo, solidariedade galega com a Liga dos Camponeses Pobres!

Na Suécia, revolucionários em Estocolmo colaram posters em solidariedade com a luta camponesa no Brasil, nos quais se lê Apoio ao Povo do Campo Brasileiro, Solidariedade à LCP!. Em Gotemburgo, a Ação Proletária (Proletarian Action) realizou uma campanha em solidariedade à LCP e ao acampamento Tiago dos Santos. No pichação consta: Apoiar a luta dos camponeses pobres, vida longa à LCP!. Posters e faixas com a mesma palavra de ordem foram documentados.

No Estados Unidos (USA), em Austin (Texas) o Comitê de Apoio à Luta do Povo Brasileiro (CALPB) realizou uma apresentação sobre o acontecido em Nova Mutum (Paraná) e o movimento camponês liderado pela LCP. Falas foram feitas descrevendo como as centenas de camponeses tomaram de volta o acampamento Tiago Dos Santos depois de serem expulsos de forma criminosa pela polícia militar. Além disso, foram distribuídos panfletos com mais informações sobre a luta camponesa no brasil e foi realizado um chamado para mais ações serem realizadas em Austin para mostrar solidariedade internacional com a heroica resistência camponesa no Brasil. 

Em Pittsburgh (Filadélfia), o Movimento Bairro Unido de Defesa (MBUD) lançou uma declaração em vídeo solidária ao acampamento Tiago dos Santos. Em uma declaração que foi postada em uma rede social, a MBUD escreveu:
“A luta pela terra no Brasil e a luta por casas nos Estados Unidos (USA) estão profundamente relacionadas, nós enviamos nossa solidariedade completa a todos ao redor do globo que estão lutando por um mundo melhor.”

Também, várias pichações foram vistas pela cidade em solidariedade à LCP e ao acampamento Tiago dos Santos com palavras como Vida Longa ao Acampamento Tiago dos Santos! e Vida Longa à LCP!.

Em St. Louis (Missouri) ações de solidariedade à LCP foram vistas, com graffiti lendo “Vida Longa à LCP! Apoio a luta no Brasil!” posters também foram vistos em apoio ao Acampamento Tiago dos Santos.

Em Wheeling (Virgínia Ocidental) ativistas realizaram um ato em solidariedade ao Acampamento Tiago dos Santos, carregando uma bandeira em que se lê “Em defesa da Liga dos Camponeses Pobres no Brasil”. Faixas com as mesmas palavras foram penduradas em pontos da cidade.



Revolucionários Austríacos homenageiam a Heróica Resistência de Corumbiara

Revolucionários austríacos realizaram numerosas e diferentes ações durante todo o mês de setembro para marcar o 25º aniversário da resistência heróica dos camponeses de Corumbiara. No “vídeo-mensagem” publicado pelo portal New Epoch Media, vê-se que as ações estavam ligadas a importantes lugares e heróis da história do movimento proletário austríaco, e também com lutas importantes atuais, como da Fábrica de Automóveis MAN ou do Hotel Sacher, contra o desemprego em massa e os efeitos da crise do imperialismo.

O portal segue, afirmando que: “Em Agosto, a Liga dos Camponeses Pobres (LCP) do Brasil, celebra seu 25º aniversário da heroica resistência dos camponeses de Corumbiara, essa heróica luta do campesinato deu a luz a um novo tipo de movimento camponês no Brasil, do qual a organização da Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e do Oeste Amazonense surgiu. Essa resistência heróica dos camponeses colocou a luta da terra numa nova e mais alta base, como quebrou com todas as práticas oportunistas que, através de negociações com as autoridades, têm traído a luta dos camponeses. A LCP ganhou força, conquistou territórios e reivindicou importantes áreas do inimigo de classe. Agora representa a brava luta dos camponeses sem terra em todas as partes do Brasil e a sua organização para avançar a necessária revolução agrária”.


Long Live the LCP! from NewEpoch Media on Vimeo.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza