RO: Boicote eleitoral histórico em Porto Velho

Pichações contra a farsa eleitoral foram encontradas em vários muros de Porto Velho, capital de Rondônia.
A capital rondoniense tinha, segundo dados do TSE, 219.205 eleitores aptos à votar na farsa eleitoral. No primeiro turno, 47% dos aptos rechaçaram nas urnas às velhas e novas raposas que se apresentavam. No segundo turno, do total de eleitores aptos, votaram em branco 5.845, votaram nulo 11.353 e se abstiveram 113.826 eleitores, totalizando 60% ou 131.024 não votantes.
Isto sem contabilizar os que sequer procuraram o velho Estado para regularizar títulos eleitorais e que não entraram nesse cálculo. No segundo turno, mesmo com a sandice de candidatos que mais propagavam o Covid-19 com suas aglomerações, festas, “bandeiraços”, carreatas, com a contratação de “formiguinhas” do voto de cabresto legalizado; mesmo com tudo isso, o “recado das urnas” foi um só: Abaixo à farsa eleitoral.
 
Pichação com a consiga Eleição Não! Guerra Popular Sim! ANL Vive! foram encontradas em Porto Velho.
Os oportunistas da maior estirpe, em sua maioria, passaram a justificar o injustificável de votar “no menos pior”. No afã de conquistar uma boquinha na reeleição do atual prefeito do PSDB, Hildon Chaves, os mesmos se afundaram ainda mais na podridão de uma administração que abandonou comunidades inteiras à sorte dos graves problemas que se arrastam há anos e que a cada eleição se transformam em promessas: cidade e distritos sem saneamento básico, sem transporte escolar, com precários serviços de saúde, etc.
Pichação em Porto Velho exige produção nacional, trabalho e salário decente para o povo.
Do outro lado, a gritaria da “oposição” e grupos vinculados a latifundiários, ao governador bolsonarista, Marcos Rocha (PSL), e aos representantes do obscurantismo que traficam com a fé do povo. O discurso desses também não surtiu o efeito de convencer o tão sofrido povo de Porto Velho que amarga todos os dias as piores condições de vida.
Mas o protesto não foi tão somente “silencioso” nas urnas. Ele também foi expresso nos muros da capital de Rondônia, nos dias que antecederam o segundo turno, conclamando o povo a não votar e a defender uma transformação radical em nosso país, conforme registrado por leitores do jornal A Nova Democracia.
Em Porto Velho, pichação exige vacina para o povo.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin