MG: Trabalhador morre soterrado enquanto realizava manutenção para mineradora Vale em Brumadinho

Bombeiras trabalham no resgate do corpo de operário soterrado em mina da Vale, em Brumadinho. Foto: Corpo de Bombeiros/MG

O trabalhador Julio Cesar de Oliveira Cordeiro, de 34 anos, morreu soterrado, no dia 18 de dezembro, enquanto realizava manutenção para mineradora Vale, em Brumadinho, estado de Minas Gerais. Ele trabalhava como terceirizado da Vale.

No momento da morte ele fazia a limpeza da barragem B1 da mina do Córrego do Feijão. A Mina é a mesma onde ocorreu o crime de janeiro de 2019, que deixou mais de 270 mortos e espalhou lama tóxica pela região.

O corpo do rapaz foi resgatado durante à noite, pelo Corpo de Bombeiros, dentro da cabine da máquina que ele utilizava, o local ficou totalmente destruído com o peso da terra e das pedras de minério que caíram. O operário trabalhava como terceirizado da Vale.

A prefeitura de Brumadinho informou, no dia 19 de dezembro, a suspensão do alvará de funcionamento e localização da mineradora Vale e de suas terceirizadas no município até que o acidente seja esclarecido e a segurança dos trabalhadores esteja garantida.

O movimento dos atingidos por barragens (MAB) se posicionou, no dia 19 de dezembro, afirmando não ser acidente a morte do trabalhador: “Não foi acidente! A vale mata rio, mata peixe e mata gente! O MAB reafirma que a vale segue matando nosso povo, nos rompimentos das barragens, nos crimes trabalhistas , e também na sua política de não reparação com os atingidos. Esta é a prática de quem coloca o lucro acima da vida “. Finalizou o movimento.

 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro