MA: Pistoleiros tentam invadir as terras da Comunidade Cheiroso

Em 30 de dezembro, famílias camponesas da Comunidade Cheiroso, localizada no município de Itapecuru Mirim (MA), foram surpreendidas por mais de 10 homens encapuzados e fortemente armados, enquanto faziam a limpeza da roça para o plantio. Em vídeo divulgado nas redes sociais pelo Fóruns e Redes de Cidadania do Estado do Maranhão, pode-se observar a tentativa dos pistoleiros de coagir os camponeses da área.

Tal situação está longe de ser um caso isolado. Desde 2019, as famílias de Cheiroso têm sofrido ataques a mando do grileiro e latifundiário Raimundo Jonas da Silva. Além de enviar pistoleiros para intimidar os camponeses, o mesmo é responsável pelo desmatamento de parte da mata nativa do território pertencente à Comunidade, por incendiar roças comunitárias e colocar cabeças de gado para destruir a plantação.

Devido à proximidade da Comunidade com a capital São Luís, as terras das famílias camponesas de Cheiroso têm sido alvo da cobiça de grileiros como Raimundo Jonas, que mesmo após a decisão judicial da Comarca de Itapecuru em favor dos camponeses para a manutenção de posse, falsificou documentos de escritura da área no Cartório de Imóveis do município.

As práticas criminosas do latifundiário foram denunciadas previamente à Delegacia de Polícia de Itapecuru, ao Judiciário e à Delegacia Agrária, entretanto - como era de se esperar - o Estado não tomou nenhuma medida para coibir tais práticas, mostrando-se, portanto, conivente.

No último caderno de conflitos agrários catalogado pela Comissão Pastoral da Terra, somente no estado do Maranhão, houve 174 registros envolvendo milhares de famílias que são ameaçadas de serem expulsas de suas terras.

Jagunço encapuzado e armado tenta intimidar camponeses. Foto: Fóruns e Redes de Cidadania do Maranhão

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro