Espanha: Pablo Hasel sob iminente cárcere


Foto: Óscar Cabrerizo. 

No último dia 28 de janeiro, o músico catalão Pablo Hasel (32) foi ultimado a se entregar em um centro de detenção espanhol no prazo de 10 (dez) dias – a contar de sua intimação. A ordem da Audiência Nacional espanhola vem após o órgão máximo do Poder Judiciário (Supremo Tribunal de Espanha) declarar ilegal um recurso interposto pela defesa de Hasel contra sua condenação. A medida materializa anos de chantagens públicas de entidades chanceladas pelo regime central de Madrid, que fomentam a criminalização dos críticos à monarquia-constitucionalista. Republicanos, independentistas e comunistas são os alvos favoritos.

Em 2014, Hasel já havia sido tratado como réu por alegada ‘apologia ao terrorismo’. Entre as fundamentações, incluíam-se músicas que denunciavam o envolvimento da Espanha no tráfico internacional de armas, piadas contra a família real e menções a grupos como o ETA e o GRAPO. Em 2018, ‘provas’ supervenientes ao mesmo processo, como denúncias às forças de repressão, convocações para mobilizações e ironias ao rei emérito Juan Carlos I (Bourbon) numa rede social, fizeram Hasel ser novamente julgado pela Audiência Nacional. Desde 2011, o rapper coleciona uma série de detenções arbitrárias.

Curiosamente, no curso do processo em questão, Juan Carlos se mudou para o terceiro hotel mais caro do mundo, nos Emirados Árabes, após diversas evidências de corrupção que o envolvem estourarem – entre as quais, denúncias que já haviam sido feitas por Hasel, tratadas como ‘calúnias’. Juan Carlos, no entanto, possui imunidade legal sobre todos os anos de seu reinado (1975-2014).

INDOMABLE’

Em comunicado, Hasel acusou o regime espanhol de ser um ‘fascismo disfarçado’ e criticou figurões no entorno do governo de Pedro Sanchez (PSOE), setor eleitoreiro da ‘esquerda’, por seu falso progressismo que se limita a dar legitimidade ao regime e que nada faz pelos presos políticos que seguem encarcerados há décadas nas masmorras castelhanas.

Dezenas de manifestações estão sendo registradas por toda a Espanha desde a decisão. Para Pablo, isto se dá porque sua condenação não é pessoal, mas tem por objetivo, em essência, impor medo aos críticos da ordem. Ele é o mais notório rapper entre dezenas que enfrentam incursões criminais por conta do que cantam.

Somando todas as acusações que pairam sobre o combativo artista, algumas com recursos em andamento e outras pendentes de julgamento, inconstitucionais até sob um regime como o espanhol, Pablo Hasel pode ser condenado a passar quase 20 (vinte) anos preso, além de sofrer a aplicação de multas de dezenas de milhares de euros. Indomável, o rapper declarou que só será encarcerado sob sequestro, uma vez que não pretende se entregar.


Charge: Vinoli

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin