Israel impede a entrada de doses de vacina contra Covid na Faixa de Gaza

O genocida primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, recebendo a segunda dose da vacina contra Covid-19, 09/01/2021. Foto: AP.

Além de negar a vacinação da população palestina que vive nos territórios ocupados, Israel agora impediu a entrada de 2.000 doses da vacina russa Sputnik V contra o coronavírus na Faixa de Gaza. O caminhão carregado de vacina foi parado no posto comercial da cidade de Beitunia, na Cisjordânia, onde forças israelenses o impediram de continuar o trajeto por alegarem que o pedido para a transferência do imunizante ainda estaria "sendo processado". 

As doses eram destinadas a profissionais de saúde que atuam na linha de frente no território, que vive sob bloqueio de Israel e Egito há mais de uma década, desde 2007, e nesse curso de tempo sofreu três ofensivas militares israelenses de grande escala, que contribuíram para debilitar ainda mais a já degradada situação social do território sitiado. 

O grupo autodenominado Movimento de Resistência Islâmica (Hamas), que governa Gaza e encabeça a luta de Resistência Nacional na região, declarou no dia 16 de fevereiro que o bloqueio das vacinas representa “um crime real e uma violação de todas as leis internacionais e padrões humanitários”, por meio do seu porta-voz, Hazem Qassem.

A Coordenação de Atividades Governamentais nos Territórios (Cogat), unidade do Ministério da Defesa israelense responsável por administrar os "assuntos civis" nos territórios palestinos ocupados, confirmou que a Autoridade Palestina (AP), que administra parte da Cisjordânia, havia solicitado a transferência das doses para Gaza, mas que o pedido estava “esperando por uma decisão política”.

Tal decisão parte diretamente do parlamento israelense (Knesset), onde, no dia 15/02, os legisladores de Israel debateram permitir a entrada das vacinas em Gaza apenas em troca de concessões com o Hamas, brincando com as centenas de vidas palestinas em jogo.

Paralelamente, Israel vem realizando uma das campanhas de vacinação mais rápidas e eficientes do mundo, com um dos melhores índices de imunização per capita: a cada 100 pessoas, 74 doses administradas. Isso evidencia o sistema de Apartheid étnico que rege uma nação ocupada, em que uma parcela da população é completamente negada dos direitos usufruídos pelos colonos.

Os especialistas do direito internacional afirmam que a quarta Convenção de Genebra é específica sobre o dever da potência ocupante de fornecer assistência médica, mas Israel não assume sua ocupação nos territórios palestinos.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro