PE: Tentativa de despejo é impedida por camponeses da comunidade de Batateiras

Oficial da justiça se retira em carro de especulador após tentativa de despejo frustrada devido à resistência dos camponeses. Foto: Reprodução

No dia 01 de março, o camponês Severino Amaro, que vive desde seu nascimento na comunidade de Batateiras, em Maraial, Mata Sul de Pernambuco, enfrentou uma tentativa de despejo promovida pelo especulador imobiliário acusado de diversos crimes. A ação foi impedida pela comunidade e posteriormente o despejo foi suspenso pelo judiciário.

Na tarde da segunda-feira, o oficial de justiça encarregado de comunicar a ação foi até o local com um veículo identificado pelos moradores como sendo do especulador imobiliário milionário, Walmer Almeida da Silva, dono da IC Consultoria e Empreendimentos Imobiliários e autor do pedido de despejo. Junto a ele estava também um caminhão, uma “equipe de segurança”, uma viatura policial e tratores para destruir a casa e a roça do posseiro. 

Diante da mobilização e resistência da comunidade, conforme pode ser visto no vídeo divulgado pela Comissão Pastoral da Terra, os reacionários se retiraram do local.

Severino é parte de uma das cerca de 50 famílias camponesas que vivem há décadas no local e agora encontram-se envolvidas na disputa pela terra com o especulador milionário que alega ter comprado a área.

Em setembro de 2020, o camponês entrou com uma ação judicial alegando usucapião e em janeiro deste ano obteve uma resposta positiva quanto à posse da área. Porém, em 02/02, o desembargador do TJPE, Stênio José de Sousa Neiva Coêlho, decidiu restabelecer a posse ao especulador que nunca sequer viveu nas terras. 

A ação que em tese era de despejo, foi arquitetada pelo mandante Walmer, para realizar a destruição da casa e plantio do trabalhador. No dia 03/02, diante a vitoriosa resistência dos camponeses, o desembargador voltou atrás na decisão e suspendeu a expulsão.

Walmer Almeida e seu bando paramilitar 

Este não é o primeiro ataque fomentado por Walmer, que é denunciado por enviar diversas ameaças de morte aos moradores. De acordo com outro registro feito em vídeo pelos camponeses da comunidade, em 2020 na véspera do natal, um bando paramilitar disparou tiros contra os trabalhadores. Eles relatam também que um helicóptero realiza voos várias vezes durante a semana sobre área. Até o mês de setembro de 2020, existiam 22 boletins de ocorrência registrados contra o especulador.

Apesar da empresa IC Consultoria e Empreendimentos Imobiliários estar no nome dos filhos, Walmer Almeida Cavalcante e Ianne Catarina Almeida Cavalcante, é ele que pessoalmente coordena as intimidações e ataques.

Walmer, já foi preso pela Polícia Federal sob a acusação de formação de quadrilha, sonegação fiscal, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Segundo a investigação, R$ 300 milhões teriam sido movimentados no esquema por 20 empresas laranjas durante cinco anos. O amigo do ex-presidente Collor - a quem este emprestava aviões para campanhas eleitorais - também responde pelo assassinato de Antônio Gonçalves Bezerra, seu concorrente em negócios comerciais, ocorrido em 1994, no Pernambuco. 

O bando paramilitar que realiza os “serviços” na região, trabalha a mando de José Cristiano do Nascimento, mais conhecido como “Capitão Cristiano”. Eles são vinculados à empresa Tróia Seguranças e Serviços, que tem sede na cidade de Campestre, em Alagoas, e que tem relação direta com diversos ataques a camponeses ocorridos em Jaqueira, denunciados pelo AND.

 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin