RJ: Motoristas de aplicativo e entregadores se unem para protestar contra preço do combustível

Trabalhadores de aplicativos fazem carreata no centro do Rio. Foto: Comitê de Apoio - Rio de Janeiro (RJ)

Trabalhadores de aplicativos fazem carreata no centro do Rio. Foto: Comitê de Apoio - Rio de Janeiro (RJ)

Motoristas de aplicativo e entregadores se uniram novamente para protestar contra os altos preços dos combustíveis. O protesto ocorreu em diferentes pontos do Rio de Janeiro, no dia 9 de março.

Os trabalhadores em carreata passaram por pontos turísticos como Lapa, Cinelândia e Praça XV. Com buzinaços, faixas e cartazes, eles denunciaram o preço abusivo cobrado pela gasolina. Os manifestantes fizeram uma parada em frente a Câmara Municipal e logo depois seguiram para a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

Os entregadores se concentraram na escadaria da Assembleia. Neste momento os petroleiros, que estão em greve, se juntaram ao ato.

Em entrevista a jornalistas do AND, trabalhadores disseram que o motivo principal da luta era contra os preços do combustível, porém também denunciaram a exploração feita pelos aplicativos Uber, Rappi, Ifood e outros. Muitos trabalhadores também denunciaram a truculência e a perseguição da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal para com eles, como no caso denunciado pelos próprios motoristas ocorrido no dia da própria manifestação no bairro de São Cristóvão, em que motos dos trabalhadores foram rebocadas de forma arbitrária.

O protesto se dá num cenário em que a Petrobras anuncia pela sexta vez um reajuste no preço da gasolina e quinta vez o diesel. 

A representante do sindicato dos petroleiros, Natália Russo, disse durante o ato que não é justo o trabalhador pagar um preço tão alto por um combustível produzido aqui: "A gente produz a custos nacionais, o trabalhador ganha em real. Não faz sentido que a gente pague gasolina em dólar e que faça uma política de preços importada".

O preço médio do litro da gasolina na refinaria atualmente está em R$ 2,84 um aumento de R$ 0,23 por litro. O preço médio do diesel na distribuidora passa a R$ 2,86, um aumento de R$ 0,15 por litro. Com inúmeros impostos da alçada do governo federal e do governo estadual, os postos vendem a gasolina por até R$ 6.

Cartazes e faixas contra o aumento do combustível foram erguidos durante o protesto. Foto: Comitê de Apoio - Rio de Janeiro (RJ)

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin