Pico da Covid-19: Governo federal corta 72% de verbas destinadas a financiamentos de leitos de UTI

Bolsonaro, o fraco e o general e ministro da saúde, Eduardo Pazuello, o carniceiro. Foto: Ueslei Marcelino.

O governo federal, chefiado por Bolsonaro sob a tutela dos generais, cortou 72% das verbas que seriam destinadas para o financiamento de novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para tratamento de Covid-19.

Dados do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), mostram que em dezembro de 2020 o governo repassava verba para a manutenção de 12.003 leitos, em março de 2021 a verba está servindo somente para manter 3.372 leitos. A redução se dá em um momento em que dois mil brasileiros estão morrendo por dia em decorrência do coronavírus.

Alguns estados tiveram cortes totais de verbas para leitos, são eles: Maranhão, Rondônia, Acre e Goiás.  Em outros estados, como São Paulo, por exemplo, as reduções foram de 81%, casos parecidos com Amazonas, Minas Gerais, Paraná, entre outros.

Um dos fatores para esse descaso foi a não votação do projeto de lei do orçamento para 2021. Os parlamentares, bem como o governo, deixaram a questão de lado, pois estavam compenetrados em eleger os presidentes da câmara e do senado. O caso explicita a negligência, alinhada a politicagem e ao total desinteresse do governo e de parlamentares para com a vida do povo.  

O Brasil está registrando mais de mil mortes por dia há 18 dias consecutivos, nos últimos dias esse número ultrapassou dois mil mortes diárias e o país já se tornou o país com mais mortes em um dia pela doença, esse pico se junta a questão das reduções de leitos no início do ano, fato que com toda a certeza agravou a situação dos óbitos.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin