SP: CESP realiza atividade de reforço com aula sobre o 8 de março

Foto: Banco de Dados AND.

O Comitê Estudantil de Solidariedade Popular (CESP) da Unifesp, realizou no dia 11 de março às 13h, no condomínio em frente a Unifesp – EFLCH, Guarulhos, região metropolitana de São Paulo, uma atividade de reforço escolar dando uma aula com a temática do 8 de março, dia internacional da mulher trabalhadora.

Com cerca de 15 crianças presentes, os estudantes conversaram sobre a verdadeira origem do 8 de março, dia em que as mulheres operárias, mães, camponesas e mulheres de soldados se manifestaram contra a escassez e alta do preço dos alimentos e contra o regime czarista, na Rússia em 1917. O movimento cresceu e operários e trabalhadores se uniram às mulheres no que desembocou em uma vitoriosa greve geral. As mulheres trabalhadoras deram início a um movimento que incendiou o país e impulsionou a Revolução Russa.

Foto: Banco de Dados AND.

Os integrantes do CESP também expuseram fotos e exemplos de luta de diversas heroínas do povo. Além disso, retrataram como as mulheres trabalhadoras são as que mais sofrem com a crise generalizada em que vivemos, agravada com a pandemia, pois, principalmente, são as primeiras a darem falta dos alimentos e, com as escolas fechadas para as crianças e jovens, as mulheres do povo tem mais uma tarefa sob suas costas, assumindo o papel de professoras.

A atividade foi encerrada em altíssimo nível, relacionando as lutas na Rússia por alimentos com a crise profunda que o nosso país passa nos dias de hoje. Assim, se impõe ao povo a necessidade de todos, mulheres e homens, se organizarem para assim destruirmos tudo que nos massacra parte por parte. As crianças afirmaram que só com uma grande transformação, como teve na Rússia, pode melhorar o Brasil.

Foto: Banco de Dados AND.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro