Jornais revolucionários do USA e Noruega lançam retrospectiva de lutas em vídeo

Imagem: Montagem.

O jornal democrático-revolucionário estadunidense Tribune of the People e o portal de notícias revolucionário norueguês Tjen Folket lançaram retrospectivas de lutas que ocorreram no período de um ano. 

O vídeo do Tribune of the People mostra as coberturas noticiosas do jornal em seu aniversário de um ano, forjado em meio à luta das massas desde o seu nascimento. O papel do jornal, como demonstra o vídeo, também é crucial na divulgação das ações do movimento revolucionário no país.

Destacam-se também as partes que expõem que, através de sua investigação minuciosa, o Tribune logrou identificar quem fora o assassino de Garrett Foster, ativista assassinado pelo sargento Daniel Perry durante uma manifestação em Austin, Texas. nome

Os jornalistas também identificaram o policial Gabriel Gutierrez como assassino de Alex Gonzales, também na cidade de Austin. O jornal e estiveram em sua vigília ao lado da comunidade, para captar suas denúncias e depoimentos. os pais de Alex conclamaram massas, ativistas e comunicadores a denunciar o assassinato de seu filho. local

Em situação similar, o jornal concentrou em vídeo as denúncias dos amigos e vizinhos de bairro de Mike Ramos sobre o seu assassinato pela polícia; assim como vídeos das ações e mobilizações dos revolucionários em torno do fato. O assassinato, como os outros dois, ocorreu na cidade de Austin.

Além disso, no vídeo aparecem ações de solidariedade internacional em diversas cidades do USA com a Liga dos Camponeses Pobres (LCP); após os camponeses do acampamento Tiago dos Santos serem despejados e assediados com todo tipo de atrocidades pelas forças repressivas do velho Estado brasileiro em conluio com o antigo latifundiário “dono” das terras, Antônio Martins. Acima disso, os camponeses resistiram bravamente e pouco tempo depois já estavam novamente na terra.

A comemoração do dia 1° de Maio de 2020, em Austin, também foi captada pelo jornal. Nessa ocasião, os revolucionários presentes carregavam bandeiras comunistas e “pirulitos” (placas com imagens) de Marx, Lênin, Stálin, Mao Tsetung e Presidente Gonzalo. No percurso da manifestação os ativistas foram atacados por grupos de fascistas e policiais, que enfrentaram, saindo vitoriosos. Os revolucionários não baixaram as bandeiras e saíram do local cantando e tocando tambores.

Os jornalistas e apoiadores do jornal Tribune of the People cobriram de perto os levantes de Maio de 2020 [1], acompanhando o caminho trilhado pelas massas em sua justa rebelião; assim como as lutas de inquilinos no USA que organizaram contra os despejos e toda sorte de abusos dos donos de imóveis e imobiliárias durante a crise geral do capital.

Já o portal de notícias revolucionário norueguês, Tjen Folket, montou um potente vídeo em que mostra as heróicas lutas das massas e revolucionários de todo o mundo durante 2020.

Foram abordadas diferentes manifestações em variados continentes com as mais diversas reivindicações, mas o que a compilação de toda a fúria dessas massas mostra indubitavelmente, é que, apesar das condições de pandemia, o protesto popular tende cada vez mais a se agudizar enquanto o imperialismo se aprofunda cada vez mais em sua crise geral. 

Demonstra visivelmente o momento de ofensiva estratégica da revolução mundial.

Notas:

[1] Com “Levantes de Maio” nos referimos à grande rebelião popular ocorrida no seio do imperialismo, o Estados Unidos, impulsionado pelo assassinato brutal do trabalhador preto George Floyd por um policial. Os protestos se generalizaram por todo o país e cobriram diversas reivindicações das massas, como a luta contra a velha ordem de exploração e opressão em geral e tendo o imperialismo ianque como alvo.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro