RJ: Operações de guerra do velho Estado promovem assassinatos, interrompem vacinação, invadem casas e destroem veículos de moradores

Veículo blindado da PM, o "Caveirão", destruiu barracas de alimentos de comerciantes durante incursão em favela do Complexo do Alemão. Foto: Reprodução. 

Helicóptero blindado da PM sobrevoou favelas durante operações. Militares efetuaram disparos de dentro da aeronave. Foto: Reprodução.

No dia 22 de Abril, as Polícias Militar (PM) e Civil (PC) do Rio de Janeiro realizaram uma nova operação de guerra contra as massas das favelas dos Complexos do Alemão e da Maré, ambos na zona norte do Rio. Por volta das 6h os agentes repressores do Estado invadiram simultaneamente, com veículos blindados e helicópteros, os dois Complexos de favelas.

Policiais se posicionam em cima de lajes de moradias no Complexo do Alemão. Foto: Reprodução.

No Alemão, a operação aconteceu nas comunidades de Nova Brasília, Fazendinha, Canitar e Alvorada. Moradores divulgaram vídeos em que os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope), Batalhão de Polícia de Choque (BPchq) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) destroem veículos e comércios, além de invadirem casas e lajes de moradores. A operação interrompeu a vacinação contra Covid-19 nas unidades de saúde.

Moradores denunciaram que suas casas foram arrombadas pelos policiais durante operações. Foto: Reprodução.

Caminhonetes do Bope posicionadas em uma das entradas do Complexo do Alemão. Foto: Reprodução

Blindado da PM percorre uma das ruas da favela Nova Brasília, no Alemão. Foto: Reprodução

Na Maré, a operação aconteceu na localidade conhecida como Baixa do Sapateiro e três pessoas foram assassinadas pelos militares. Vídeos divulgados nas redes sociais também mostraram a destruição de veículos de moradores pelo carro blindado da PM e a utilização de helicópteros que realizaram voos rasantes e disparos em direção à comunidade. Por conta da operação, assim como no Alemão, a vacinação de moradores contra a Covid-19 também foi interrompida.

Veículos de moradores foram destruídos pelo blindado da PM durante operação na Maré, Foto: Reprodução.

As operações de guerra realizadas nas favelas cariocas há anos estão desde junho de 2020 proibidas pelo Supremo Tribunal Federal (STF), por conta da pandemia. A lei abre uma exceção para casos de "excepcionalidade" e é justamente essa brecha que os comandos da PM e PC utilizam para continuar tais operações genocidas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin