Artistas populares prestam solidariedade aos camponeses da LCP

Diante do terrorismo de estado aplicado pelo governo contra os camponeses que lutam pela terra em Rondônia, especialmente os  camponeses do Acampamento Manoel Ribeiro,  organizados pela Liga dos Camponeses Pobres (LCP), que sofreram desde o final de março um cerco militar ilegal imposto e tentativa de massacre, manifestações de solidariedade as famílias se espalham pelo país e mundo afora. 

Artistas populares nacionais e internacionais se somam aos demais democratas e desde a resistência grandiosa das famílias do Acampamento Manoel Ribeiro, vem produzindo artes que propagandeiam e solidarizam com a luta pela terra levada a cabo por estes trabalhadores.

Uma tela feita pelo artista Júnior Holanda em homenagem ao companheiro Cleomar Rodrigues, dirigente camponês assassinado por pistoleiros a mando do latifúndio em 2014 e a LCP foi exposta em um enorme prédio em Belém do Pará pelo coletivo Mostra a Tua Arte. A tela é a primeira de uma série, cujo tema é "Melhores filhos e filhas do nosso povo" que de acordo com o artista tem como objetivo retratar revolucionários que dedicaram a vida pela revolução no Brasil.

Arte em homenagem ao Cleomar Rodrigues projetada nos muros de Belém do Pará pelo coletivo Mostra Tua Arte. Foto: Júnior Holanda

Arte "Companheiro Cleomar Rodrigues", Oléo sobre tinta, 50x60cm, criada pelo artista Júnior Holanda em homenagem ao Cleomar Rodrigues e a LCP. Foto: Júnior Holanda

Em um vídeo, o artista apresenta uma tela sendo finalizada contendo a frase “As terras da antiga Santa Elina são do povo!” onde também são retratadas crianças com rostos cobertos levantando cartazes com palavras de ordem.

O artista carioca Antônio Kuschnir mais uma vez retratou a resistência camponesa em duas novas pinturas. Na primeira tela, Antônio, que é estudante da Escola de Belas Artes da UFRJ, retrata um camponês pintado um quadro onde está escrito: “A Santa Elina é do povo, Viva a Revolução Agrária, 13 anos da heroica resistência de Corumbiara!”. Na segunda tela, é retratado um quadro em meio ao campo contendo as frases: “Viva o Acampamento Enilson Ribeiro! Viva a Revolução Agrária! A faz. Bom futuro é do povo! Terra para quem nela vive e trabalha! O povo quer terra não repressão”.

Arte "da luta pela terra - 2019", pinturas à óleo feita pelo artista Antônio Kuschnir. Foto: Antônio Kuschnir

 

Arte "da luta pela terra - 2019", pinturas à óleo feita pelo artista Antônio Kuschnir. Foto: Antônio Kuschnir

Um grafite feito por artistas populares de Austin, nos Estados Unidos, retrata bandeiras da LCP e em português e inglês a frase “Solidariedade à Liga dos Camponeses Pobres! Defender os camponeses do Acampamento Manoel Ribeiro! Conquistar a terra!”. 

Grafite encontrado nas ruas de Austin, Estados Unidos. Foto: 

Também estampa as paredes da cidade de Saint-Étienne, na França, um grafite assinado pela Juventude Revolucionária da França, onde é lido “Viva a LCP!”

Grafite feito pela Juventude Revolucionária em Saint-Étienne, na França. Foto: 

O artista popular Vítor Máximo também retratou a luta dos camponeses da LCP em uma quadro usando aquarela sobre papel. No quadro intitulado “É possível vencer o inimigo” é uma leitura da imagem dos camponeses do Acampamento Manoel Ribeiro resistindo ao cerco.

Arte "É possivel vencer o inimigo", aquarela sobre papel, feita pelo artista Vitor Máximo. Foto: Vitor Máximo

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin