AM: Movimento Amazonas Vermelho rechaça provocações de Bolsonaro e apoia LCP

Ativistas realizam panfletagens em pontos de ônibus. Foto: Banco de dados AND

Trabalhadores tomam conhecimento da luta dos camponeses do acampamento Manoel Ribeiro através de panfletagens. Foto: Banco de dados AND

Diversas ações de rechaço às provocações de guerra proferidas por Jair Bolsonaro à Liga dos Camponeses Pobres (LCP) e em apoio ao referido movimento camponês foram realizadas, ao longo de toda primeira quinzena de maio, pelo Movimento Amazonas Vermelho. Os ativistas realizaram panfletagens em terminais de transporte e colagens de panfletos nas principais avenidas.

Os trabalhadores que recebiam os panfletos puderam entender a luta dos camponeses. As atividades cumpriram o papel de denunciar o cerco ilegal promovido pelas forças militares e paramilitares ao Acampamento Manoel Ribeiro, cujos camponeses são organizados pela LCP, em Chupinguaia, Rondônia. 

Panfletos denunciam massacre promovido pelo velho Estado que está para acontecer em Rondônia. Foto: Banco de dados AND

Tais ataques das forças policiais e pistoleiros locais buscam o objetivo de despejar os camponeses das terras da antiga fazenda Santa Elina (onde, em 1995, ocorreu uma heroica resistência camponesa sucedida de um massacre perpetrado por pistoleiros e pela Polícia Militar, sob comando do ex-PM Pachá, conhecido como “carniceiro de Santa Elina” hoje secretário de segurança pública). Os reacionários contam ainda com o apoio dos portais de notícias a soldo do latifúndio, e com o apoio do governo militar de fato de Bolsonaro/generais, que têm feito uma campanha de difamação ao movimento camponês, tachando-o de “terrorista”.

As atividades são parte da ampla campanha de apoio à LCP e ao Acampamento Manoel Ribeiro, que tem feito a repercussão da denúncia dos crimes do latifúndio e do velho Estado brasileiro a nível nacional e internacional. Por conta dessas atividades, o movimento camponês tem logrado vitórias sobre a tentativa desesperada do latifúndio de desmobilizar a luta pela terra.

Leia também: Acampamento Manoel Ribeiro recebe apoio de todas as partes do mundo.

Panfletos conclamam: "Defender a LCP dos ataques covardes dos latifundiários!". Foto: Banco de dados AND

Por diversos pontos do Amazonas é possível encontrar as denúncias sobre os ataques de Bolsonaro a LCP, conclamando a defesa dos camponeses. Foto: Banco de dados AND

Por diversos pontos do Amazonas é possível encontrar as denúncias sobre os ataques de Bolsonaro a LCP, conclamando a defesa dos camponeses. Foto: Banco de dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Paula Montenegro
Taís Souza
Rodrigo Duarte Baptista
Victor Benjamin

Ilustração
Paula Montenegro