USA: Em ato pró-palestina, manifestantes vaiam Biden durante a visita a Michigan

Protestos de apoio ao povo palestino ocorrem enquanto o Presidente ultrarreacionário ianque, Joe Biden, visita um centro de veículos elétricos Ford em Dearborn, Michigan. Foto: Carlos Osorio

A visita do presidente ultrarreacionário ianque, Joe Biden, a uma fábrica de veículos elétricos da Ford em Michigan, no dia 18 de maio, cidade de Dearborn, foi recebida com vaias diante de centenas de manifestantes pró-Palestina. Os presentes no protesto se posicionaram contra o colonialismo israelense na Palestina, financiado e sustentado pelo Estados Unidos (USA).

Leia também: Imperialismo ianque impulsiona guerra contra os palestinos enquanto cinicamente defende 'paz'

Biden também foi rechaçado por “brincar” sobre atropelar um repórter que aparentemente queria perguntar sobre a ofensiva israelense durante sua viagem às instalações da Ford Motor Company na cidade que fica no coração da grande comunidade árabe-americana do estado de Michigan.

Quando Biden parou na frente dos jornalistas enquanto conduzia um caminhão elétrico Ford, uma repórter perguntou se ela poderia fazer uma pergunta sobre Israel. "Não, você não pode. "Não, a menos que você entre na frente do carro enquanto eu pisar nele". Estou apenas provocando", disse o facínora.

Leia também: Quem banca a repressão ao povo em Israel e Colômbia?

No protesto em Lapeer Park, mais de mil pessoas se reuniram a poucos quilômetros do evento de Biden e vaiaram com menções ao nome do presidente.

"Joe Biden vai ouvir de nós hoje, de uma forma ou de outra!", disse o advogado Amer Zahr à multidão, que cantou: Palestina livre, livre!. "Ele está financiando o assassinato de nossas famílias", disse Zahr.

Os manifestantes também se reuniram na delegacia de polícia de Dearborn e na mesquita da Sociedade Muçulmana Americana em Dearborn e marcharam por bairros residenciais.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin