Novos atos contra o governo militar genocida em SP e SC

No último dia 26 de junho, novas manifestações contra o governo militar genocida de Bolsonaro aconteceram em São Paulo, Florianópolis e Garopaba. Novas manifestações são previstas para acontecerem no próximo dia 03 de julho.

FLORIANÓPOLIS

Devido às fortes chuvas que acometeram o estado de Santa Catarina no dia 19 de junho, as manifestações em rechaço ao governo militar genocida de Bolsonaro e generais foram adiadas e ocorreram em pelo menos quatro cidades catarinenses no dia 26 de junho. O Coletivo Onças Pintadas esteve presente nos atos em Florianópolis e Garopaba.

Em Florianópolis, o ato teve início às 10 da manhã, com concentração na praça Tancredo Neves, avançando pelo centro da cidade.

Militantes do Coletivo Onça Pintada estiveram presentes na manifestação de Floripa. Foto: Banco de Dados AND

Houve uma grande participação popular na manifestação e o Coletivo Onças Pintadas marchou com bandeiras da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) e também com uma faixa com os dizeres Contra o Genocídio: Rebelar-se é Justo!. O Coletivo também distribuiu panfletos em defesa da LCP, denunciando a ação terrorista do latifúndio e as recentes declarações de Bolsonaro contra os camponeses em luta. A população foi muito receptiva em relação aos panfletos democráticos e demonstrou interesse em conhecer mais sobre a luta pela terra.

Palavras de ordem foram utilizadas e um boneco representando Bolsonaro foi arrastado, pisoteado e queimado pelo povo.

Militantes do Coletivo Onça Pintada estiveram presentes na manifestação de Floripa. Foto: Banco de Dados AND

GAROPABA

Já em Garopaba, foi realizada na Lagoa das Capivaras (região central da cidade) uma manifestação em homenagem aos mais de 500.000 mortos pela Covid-19 no Brasil, bem como aos 43 falecidos já confirmados em Garopaba. O município fica localizado no litoral sul do estado de Santa Catarina.

Manifestação ocorreu também no município de Santa Catarina. Foto: Banco de Dados AND

Foram acesas em torno de 500 velas e colocadas em frente ao monumento “Amo Garopaba”, onde estavam presentes por volta de 30 a 40 pessoas.

Foram feitos discursos por parte dos presentes, entre eles o padre da cidade, todos homenageando as vítimas da doença. Nessas falas, o genocída Bolsonaro foi apontado como principal responsável pelas mortes ocorridas.

São Paulo

A manifestação em São Paulo ocorreu também no dia 26 de junho e se concentrou na Avenida Paulista. O ato percorreu a rua Maria Antônia como homenagem ao ato dos 100 mil ocorrido em 1968. Eram vistos faixas em homenagem aos heróis do povo que tombaram lutando contra o regime militar fascista.

Manifestação de SP tomou as ruas no último sábado, 26/06. Foto: Banco de Dados AND

O Comitê de Apoio de São Paulo esteve presente e realizou a brigada de divulgação do AND distribuindo centenas de exemplares do jornal.

O ato foi organizado principalmente por movimentos populares e organizações antifascistas, em resposta ao imobilismo proposto pelas direções oportunistas. A data escolhida por esses últimos havia sido, então, 24 de julho. 

Cartaz contra Bolsonaro. Foto: Banco de Dados AND.

Novas manifestações são previstas para o próximo dia 03 de julho.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin