RJ: Manifestante agredido pela PM é acusado injustamente; confira o vídeo

Policiais agrediram manifestantes durante o ato do dia 13 de julho, no Rio de Janeiro. Foto: Banco de Dados AND

Denys foi um dos detidos na manifestação do dia 13 de julho, no centro do Rio de Janeiro, sob a acusação de estar pichando o prédio da Câmara Municipal. Ele é o jovem que aparece em vídeos no dia do ato, sendo encurralado e espancado covardemente por policiais militares (PMs) nas escadarias do prédio. Confira seu relato ao AND:

O ativista foi enquadrado no Artigo 65 da lei 9.605/98, “Pichar Edificação ou Monumento Urbano”.

Grafite feito por Denys para um comércio. Foto: Denys

Apesar de não ter nenhuma imagem ou flagrante de Denys realizando a pichação (e inclusive ter vídeos que provam o contrário), ele foi criminalizado pelos policiais pois estava com um spray na mochila. Em sua mochila tinha, além das latas de tinta, canetas de tipo pilots e materiais que o jovem utiliza no seu trabalho de cartazista em uma rede de supermercado. Denys também realiza grafite para comércios.

Denys, que também é fotógrafo, contou ao AND que estava com sua câmera na mochila (que não foi apreendida), mas ressaltou que o valor do material de trabalho tomado pelos policiais equivalia ao da câmera. Além disso, Denys dependia desses materiais para trabalhar no dia seguinte, e, sem eles, poderia ser demitido do seu emprego.

“Eles deram sorte de pegar um cara aleatório que tinha uma tinta na mochila”, denunciou o jovem.

Em relato ao AND, Denys contou que foi detido no momento em que tentava ajudar uma jovem que estava sendo agredida pelos PMs: “Eles agarraram ela pelo cabelo, agrediram ela, arrancaram a camisa dela”, denuncia. No momento em que foi encurralado, os manifestantes estavam desorganizados e dispersos após o ataque covarde das tropas policiais. Vídeos do ato registraram todo o momento e desmascaram a mentirosa versão da polícia.

Segundo a versão farsante da polícia, Denys estaria realizando pichação na parede da Câmara no momento em que foi detido. E é com base nessa alegação que será levado adiante o processo jurídico contra o ativista, mesmo com vídeos claramente demonstrando que Denys apenas estava tentando impedir que outra manifestante fosse presa.

Denys denunciou que foi chutado, golpeado com cassetetes enquanto estava no chão. No caminho da delegacia, os PMs apertavam constantemente as algemas para machucar o seu pulso. Junto com o jovem, outros quatro manifestantes foram levados para a 5ª Delegacia de Polícia. Todos foram liberados e aguardarão o processo em liberdade.

Grafite feito por Denys para uma barbearia. Foto: Denys

Além de fazer grafite, Denys também produz cartazes para supermercados. Foto: Denys

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin