Ações em apoio à LCP e aos quatro camponeses presos de Rondônia são empreendidas internacionalmente

Do início do mês de julho ao final, diversas ações de solidariedade internacional foram empreendidas em defesa e apoio à Liga dos Camponeses Pobres (LCP)  e exigindo a liberdade imediata aos quatro camponeses presos de Rondônia. As ações foram realizadas na Colômbia, Equador, Galícia, Estados Unidos (USA) e Dinamarca.

Na Colômbia, durante o massivo e combativo protesto do dia 20/07, data da “independência” colombiana, jovens revolucionários realizaram pichações exigindo liberdade para os quatro camponeses do Acampamento Manoel Ribeiro.

Na Galícia, em 25 de julho, dia da Pátria Galega, ativistas e revolucionários montaram uma banca no ato de comemoração da data, que contou com uma faixa escrita Liberdade aos presos políticos brasileiros!, assinado pela Galícia Vermelha.

Fotos: Dazibao Rojo

Fotos: Dazibao Rojo

Já a Frente de Defesa das Lutas do Povo do Equador (FDLP-EC) realizou uma escola popular em apoio aos quatro camponeses presos do Acampamento Manoel Ribeiro. Os ativistas também colaram posters onde se liam: Liberdade para os quatro camponeses da LCP Brasil!

No USA, na segunda semana de julho, o Socorro Vermelho (Red Aid, em inglês), grupo de ativistas estadunidense que apoia prisioneiros políticos no USA e no mundo, realizou um vídeo em que declaram apoio aos quatro camponeses de Rondônia, Ezequiel, Luís Carlos, Estefane e Ricardo, presos no dia 21 de maio.

Durante o vídeo, os ativistas levantavam cartazes escrito Defender os camponeses brasileiros enfrentando a repressão do Estado!, Liberdade imediata já! e Liberdade aos prisioneiros políticos do Acampamento Manoel Ribeiro! Solidariedade de Austin”, além de erguerem fotos dos quatro camponeses.

Segue, aqui, a transcrição de declaração em português:

“Somos solidários aos quatro camponeses brasileiros que recentemente tiveram sua liberdade negada pelos tribunais brasileiros. As primeiras prisões ocorreram no dia 14 de maio no Acampamento Manoel Ribeiro, onde vinha ocorrendo um cerco ilegal ao acampamento por latifundiários e policiais. Foi durante esse cerco que os quatro camponeses foram presos pela Polícia Militar e estão sob custódia, pois enfrentam acusações de associação criminosa, tentativa de homicídio e porte ilegal de armas. Em 29 de junho, durante uma audiência farsesca para os camponeses, os promotores ignoraram as evidências de vídeo da inocência dos camponeses e negaram sua libertação, afirmando que mantê-los sob custódia era necessário para manter a ‘ordem pública’.

A negação da liberdade desses jovens é uma tentativa covarde do governo brasileiro de criminalizar e intimidar aqueles que lutam com justeza por suas terras. No entanto, sabemos que os camponeses não podem ser amedrontados para a cumplicidade e continuarão a lutar no caminho da justiça contra aqueles que trabalham para lhes negar a sua terra. Sabemos que a luta camponesa é uma luta compartilhada em todo o mundo, uma luta que inspira os oprimidos de todo o mundo a agir contra suas condições injustas. É parte indispensável da luta por um mundo melhor! É por isso que nós aqui em Austin nos solidarizamos com aqueles que lutam na justa e honrada luta pela terra, e exigimos a libertação imediata dos presos políticos Ezequiel, Luis Carlos, Estefane e Ricardo!”. 

E encerram a fala com a palavra de ordem: Liberdade para os prisioneiros políticos do Acampamento Manoel Ribeiro!

Também foram registrados, em diversas cidades do USA neste mês, pichações escritas Liberdade para os presos políticos brasileiros do Acampamento Manoel Ribeiro!, Liberdade para Ricardo, Ezequiel, Luis Carlos, Estefane!, Viva a revolução agrária brasileira! e Viva a LCP!

As cidades foram: Austin, Los Angeles e Cidade do Kansas.

Pichações em Austin, Texas. Fotos: Tribune of the People

Pichações em Austin, Texas. Fotos: Tribune of the People

Pichações em Los Angeles, Califórnia. Fotos: Tribune of the People

Pichações em Los Angeles, Califórnia. Fotos: Tribune of the People

Já no final do mês, em Copenhague, Dinamarca, foi realizada uma ação em solidariedade aos quatro camponeses presos. Os participantes seguraram uma faixa com a palavra de ordem Apoiar a luta dos camponeses pobres no Brasil! e distribuíram panfletos em apoio aos jovens camponeses presos injustamente.

Foto: Socialistisk Revolution

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin