MT: Helicóptero é encontrado em fazenda com 300 quilos de cocaína

Helicóptero com 300 quilos de cocaína caiu em fazenda de Mato Grosso. Aeronave pertence a Policial Civil. Foto: Ciopaer/MT

Agentes da Polícia Federal encontraram aproximadamente 300 quilos de cocaína em um helicóptero que caiu em uma fazenda em Poconé, no estado de Mato Grosso, no dia 1° de agosto.

A aeronave foi encontrada por agentes do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e da Polícia Federal (PF).

Os policiais investigavam uma área suspeita de ser rota de tráfico internacional de drogas, quando encontraram o helicóptero caído e parcialmente destruído na fazenda.

Quando se aproximaram do helicóptero, os agentes encontraram sacos com aproximadamente 300 quilos de cocaína próximo a aeronave.  A droga, estimada em R$ 6,9 milhões, foi encaminhada para a sede da PF em Cuiabá.

O helicóptero é um modelo Robinson R-44, matrícula PT-RMM e é avaliado em aproximadamente R$ 450 mil. A aeronave está registrada no nome de Ronney José Barbosa Sampaio, policial civil no Distrito Federal.

Procurado pelo monopólio de imprensa G1, para dar explicações sobre o caso, o homem disse que vendeu a aeronave em 25 de maio de 2021 depois de tê-la comprado em 2020. Contudo, segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a aeronave ainda está no nome do policial. A agência também informou que o policial civil adquiriu o helicóptero em 30 de abril deste ano e não em 2020 como ele afirmou. Além disso, em caso de venda de aeronave, segundo a Anac, é o vendedor que deve comunicar a venda em um prazo de 30 dias.

Bombeiro pilotava a aeronave

No dia 4 de agosto, a Polícia Civil de Poconé prendeu o bombeiro militar Alberto Ribeiro Pinto Junior, de 45 anos. O homem foi preso após ser encontrado por bombeiros, ateando fogo em uma vegetação na área rural próxima a da queda do helicóptero.

O mesmo confessou que era ele o piloto do helicóptero com os 300 quilos de cocaína, depois da queda da aeronave ele entrou na mata para se esconder e tentar fugir. Contra ele já havia uma mandado de prisão por tráfico de drogas.

“Ele estava bastante sujo, mas não estava ferido. Estava sobrevivendo de biscoito e outras coisas que ele tinha pelo conhecimento de sobrevivência [por ser bombeiro]. O celular estava sem bateria e ele não tinha contato”, contou o delegado da Polícia Civil, Mauricio Maciel Pereira Junior.

O delegado também contou que Adalberto tentou subornar os bombeiros no momento da prisão para que estes o liberassem.

Adalberto é sargento do corpo de bombeiros do Rio de Janeiro, lotado na cidade de Nova Friburgo, no interior do estado. Ele foi preso por provocar incêndio, corrupção ativa e tráfico de drogas.

O militar foi encaminhado para a Cadeia Pública de Chapada dos Guimarães, que recentemente foi transformada em presídio militar.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin