MS: Casa de reza é alvo de incêndio criminoso na aldeia Rancho Jacaré

Casa do rezador Cassiano Romero é totalmente destruída pelo incêndio criminoso. Foto: RAJ

Na manhã do dia 19 de agosto, aconteceu um incêndio criminoso em uma casa de reza indígena localizada na aldeia Rancho Jacaré, em Laguna Carapã, Mato Grosso do Sul (MS), uma área de 774 hectares demarcada nos anos 80 e onde vivem cerca de 400 indígenas. O crime ocorreu quando o morador responsável pela casa estava fora. 

No momento do crime, a comunidade inaugurava uma outra casa de reza na mesma região. Cassiano Romero, rezador Guarani Kaiowá, de 92 anos, um dos líderes do movimento de cultura e religião tradicionais da comunidade, perdeu seus bens materiais particulares como eletrodomésticos e bicicleta, ficando apenas com a única vestimenta que usava. Os materiais de uso coletivo também foram perdidos nas chamas, assim como objetos de devoção religiosa e documentos.

Romero já havia sofrido várias ameaças de morte, além de agressões físicas que quase o levou a óbito. Em ambos os casos os crimes foram praticados por pessoas não identificadas, porém a comunidade indígena denuncia que se trata de intolerância religiosa e relaciona os fatos a invasão do latifúndio sob terras dos povos originários.

Em entrevista ao portal de Olho nos ruralistas, o antropólogo Guarani Kaiowá, Tonico Benites, afirma: “Com o avanço deles [latifúndio] se formou uma resistência contra nossa religião tradicional”. A indígena Rosicleide Oliveira, da Retomada Aty Jovem (RAJ), denuncia: “Hoje mostra-se mais uma vez o quanto os rezadores são perseguidos são lutas que estamos enfrentando diante de tantos desafios. Hoje, como indígenas, somos atacados em vários momentos e de várias formas”.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin