MS: Estudantes protestam contra intervenção na UFGD

Estudantes, professores e técnicos se juntaram ao ato contra a intervenção do MEC na reitoria da UFGD (Foto: Comitê de Apoio - Dourados/MS)

No dia 25 de agosto, estudantes, professores e técnicos protestaram contra a intervenção do Ministério da Educação na reitoria da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), em Dourados, no Mato Grosso do Sul.

O ato começou às 9h em frente ao prédio da reitoria da UFGD, no centro da cidade. A manifestação foi convocada pelo Sindicato Nacional de Docentes do Ensino Superior (Andes-SN) e pelo Sindicato dos Docentes das Universidades Federais (Aduf-Dourados).

Durante o ato, os estudantes combativos ergueram alto faixas e cartazes com os dizeres Contra o fechamento das universidades: greve de ocupação! e A intervenção serve à privatização: defender a universidade pública, gratuita e a serviço do povo.

O protesto marcou o repúdio pelos mais de 800 dias de intervenção na autonomia universitária por parte do governo militar genocida de Bolsonaro. 

Leia Também: MEC suprime autonomia universitária e intervém na UFGD 

Em consonância com atos em outras universidades, a ação pública denunciava a supressão da democracia universitária iniciada em 11/06/2019. A intervenção na UFGD foi seguida por movimentos similares na Universidade Federal do Rio de Janeiro (Unirio) e na Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM) no mesmo mês. Tais decisões políticas eram um prenúncio dos ataques tanto à liberdade curricular e científica das universidades quanto dos cortes que viriam nos anos seguintes.

Desde que a intervenção na UFGD foi decretada, os professores e estudantes combativos têm realizado atos contra o processo. Inicialmente, a professora Mirlene Damazio foi apontada pelo então ministro Abraham Weintraub como reitora interventora (ou pro tempore, nos dizeres burocráticos). No início de 2021, em um jogo político entre a prefeitura de Dourados e o governo federal, Mirlene foi retirada em favor de Lino Sanabria, novo interventor. Os estudantes combativos, impulsionados principalmente pela Executiva Nacional de Estudantes de Pedagogia (ExNEPe), têm realizado atos contra a intervenção, a imposição da EAD e o sucateamento da universidade.

Leia Também: MS: Estudantes denunciam a privatização e a precarização da Educação pelo EaD na UFGD

Estudantes combativos exibem faixa com os dizeres: Contra o fechamento das universidades: greve de ocupação! (Foto: Comitê de Apoio - Dourados/MS)

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin