Canto Geral lança "Viva o Corte Popular!"

Camponeses em Área Revolucionária realizam Corte Popular. Foto: Reprodução.

A banda Canto Geral lançou, no dia 11/09 a canção “Viva o Corte Popular!”, no canal da Gravadora Espectro. A letra trata da transformação que realiza o campesinato no processo da luta pela terra: “Viva o Corte Popular é uma homenagem aos camponeses em luta pela terra no Brasil e no mundo e trata do deslinde que há entre o velho e atrasado monopólio da terra, problema secular de nossa nação, e o novo caminho, trilhado pelo movimento camponeses revolucionário, onde após a tomada da terra, é feito o Corte Popular e a divisão das terras para aqueles que nelas trabalham, elevando as condições de vida do povo com independência e organização”. Reproduzimos a letra da canção abaixo e convidamos ao acesso.

Letra:

VIVA O CORTE POPULAR!

Onde havia muita fome

Hoje tem muita fartura

A panela sempre cheia

Bucho nunca tá vazio

 

Onde havia só capim

Hoje há milho e feijão

Mandioca e abobrinha

Tem batata e melancia

 

Onde havia latifúndio

A terra é do camponês

Tem porco e tem galinha

Tem criança a brincar

 

(Refrão)

Onde havia servidão

Tem Assembleia Popular

Tem terra de montão

Viva o Corte Popular!

Viva o Corte Popular!

 

Onde havia despejo

Há no alto uma bandeira

Camponesa se defende

Pistoleiro sai correndo

 

Onde havia exploração

O trabalho nos alegra

Enriquece nossa terra

Alimenta a nação

 


Onde não havia escola

Hoje o povo é quem ensina

Celebrando seus heróis

Que pisaram nesse chão.

 

(Refrão)

 

Onde a vida era seca

O sertão já virou mar

Hoje há muita plantação

Pra colher o amanhã

 

Onde nunca houve medo

Houve luta combativa

O povo não recuou

Resistiu com pau e pedra

 

Onde havia muito atraso

O futuro é embrião

Novo Mundo que já nasce

Fruto da Revolução.

 

(Refrão)

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin