México: Revolucionários se manifestam na embaixada do Peru pela ocasião do assassinato do Presidente Gonzalo

Revolucionários mexicanos protestam em frente à embaixada do Peru, denunciando o assassinato cometido pelo velho Estado peruano e o imperialismo ianque contra o Presidente Gonzalo. Foto: http://solrojista.blogspot.com/

No dia 13 de setembro diversas organizações revolucionárias protestaram em frente à embaixada do Peru no México, condenando o velho Estado peruano pelo assassinato do Dr. Abimael Guzmán, o Presidente Gonzalo. O protesto também denunciou a proibição do presidente reacionário peruano Pedro Castillo de qualquer evento para comemorar a vida do chefe da revolução peruana no país.

Em um discurso proferido durante o protesto, os revolucionários expressaram seu mais profundo respeito por Gonzalo, que, em suas palavras, era “até poucos dias atrás o maior marxista-leninista-maoista vivo na face da terra”. Os manifestantes emitiram uma declaração política, assinada pela Corrente do Povo Sol Vermelho e outras organizações populares, que firmava compromisso com o maoismo e as contribuições universais do presidente Gonzalo.

Naquele momento, quando realizavam a menifestação, apareceu um pequeno grupo de oportunistas que diziam representar "várias organizações" simpatizantes do movimento revisionista Movadef (Linha Oportunista de Direita-LOD) e pretendiam se valer da manifestação dos revolucionários para entregar uma carta implorando por diálogo com o velho Estado peruano. Os revisionistas foram rejeitados pelo vigoroso contingente que, carregando bandeiras vermelhas, gritava para eles: Se afastem, se afastem, se afastem reformistas! Avante, avante, avante comunistas!

Sobre isso, os revolucionários demarcam que é justo delinear campos com o revisionismo de todos os tipos; Eles colocam que é necessário ter claro que defendem a linha correta e a ideologia científica do proletariado internacional: “Assim temos feito [delineado campo] com o Hoxhaismo, Trotskismo, Avakianismo e também com os ratos da LOD [linha oportunista de direita] do Movadef. Desfraldar, defender e aplicar o Marxismo-Leninismo-Maoismo, principalmente o Maoismo e os aportes de validez universal do Presidente Gonzalo!

Revolucionários mexicanos divulgam retumbante declaração política

Organizações revolucionárias divulgaram uma declaração em conjunto pela ocasião do assassinato da Chefatura do PCP, o Presidente Gonzalo. As organizações que assinaram foram o Amanhecer dos Povos de Anáhuac, a Coordenação de Movimientos Populares, a Advocacia Popular "Ricardo Flores Magón", o Coletivo Popular de Propaganda, a Corrente do Povo Sol Vermelho, a Comunidade Cultural "Nahui Mazatl", o Projeto Cooperativo Teozentli e as Brigadas Juvenis do Povo.

Eles afirmam que o Presidente Gonzalo, hoje mais do que nunca, vive em sua convicção de "construir a nova aurora que irá enterrar a velha ordem da fome, exploração, miséria e morte contra as classes trabalhadoras.".

Declara-se na nota que "a vida e o trabalho do camarada e chefe revolucionário Presidente Gonzalo está mais presente em nossa luta e em nossas tarefas", e que "as mentiras e difamações dos monopólios de imprensa não conseguiram e não conseguirão eclipsar o caminho luminoso marcado para nós pelo trabalho do Presidente Gonzalo."

Dizem que sua tarefa vital é desfraldar, defender e aplicar o marxismo-leninismo-maoismo e o Pensamento Gonzalo, e se comprometem a desmascarar e lutar firmemente contra o "oportunismo eleitoralista mentiroso e o revisionismo, os parasitas do sistema capitalista e os intrometidos imperialistas".

Demarcam que continuarão a lutar pela unificação dos revolucionários na "necessária vanguarda" contra a grande burguesia, o latifúndio e o imperialismo, principalmente o ianque. Assim como lutarão incansavelmente pela unidade do movimento comunista internacional em torno do marxismo-leninismo-maoismo, principalmente do maoismo.

Eles assumem seu  compromisso histórico de servir ao povo de todo o coração, "a única força capaz de transformar a história" e "à reação, patrões oportunistas, revisionismo e agressores imperialistas" dizem: "Sonhem, sonhem! Esta é apenas uma curva na estrada." e "Fora o Poder tudo é ilusão!".

A declaração, escrita na Cidade do México em 13 de setembro de 2021, anuncia afinal: Honra e glória ao Presidente Gonzalo e seu todo poderoso pensamento!

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin