Colômbia: Maoistas tomam parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo

O Partido Comunista da Colômbia (Fração Vermelha), em uma homenagem ao Presidente Gonzalo, declara, em comunicado emitido dia 24 de setembro de 2021 intitulado Palavras e ações do Partido Comunista da Colômbia (Fração Vermelha) em homenagem ao Presidente Gonzalo, que "foram os canhões da Guerra Popular no Peru que abriram caminho para assumissem a grandiosa tarefa histórica de reconstituir o Partido da Classe e iniciar a Guerra Popular na Colômbia". A declaração é parte da imensa campanha em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo, lançada pelo Partido Comunista do Peru juntamente com o Partido Comunista do Brasil (Fração Vermelha).

Leia também: 'Presidente Gonzalo vive!': Ações da campanha internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo e seu todo-poderoso pensamento

Os comunistas colombianos afirmam que foram a partir das palavras do Presidente Gonzalo que começaram a entender o maoismo. Que ele os dotou da arma mais poderosa que, “quando aplicada criadoramente à nossa pátria, sem dúvida, por mais sangrenta e íngreme que seja a estrada, nos levará à conquista do poder para nosso povo como parte e a serviço da Revolução Proletária Mundial”.

Foi sob sua chefatura no Movimento Comunista Internacional que se entrou, dizem, na gloriosa batalha para impor o Maoismo como mando e guia da Revolução Proletária Mundial e por reconstituir a Internacional Comunista maoista, "um salto que nos permitirá acelerar o passo para afogar o imperialismo e a reação em um mar de guerras populares", diz o Partido.

"O Partido Comunista da Colômbia (Fração Vermelha), com profundo sentimento de classe e convicção comunista, presta as mais altas honras ao amado Presidente Gonzalo, a águia da classe”. E reafirma seu compromisso em desfraldar, defender e aplicar o marxismo-leninismo-maoismo, principalmente o maoismo e as contribuições de validez universal do Presidente Gonzalo, para a revolução na Colômbia.

“Renovamos nosso juramento ante a vermelhíssima bandeira comunista, ante o proletariado e o povo colombiano, de aprender com o Presidente Gonzalo e seu pensamento todo-poderoso de fazer a revolução em nosso país e junto com as outras legiões de guerra - nas quais hoje nos forjamos. sua imagem e semelhança nas tempestades da luta de classes e luta de duas linhas - entrar audazes a conquistar novas batalhas, cumprir plenamente as tarefas deixadas por nosso grande chefe e alcançar novos patamares em nossa marcha imparável em direção ao dourado Comunismo”.

O Partido se une à campanha internacional de ação em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo afirmando sua posição “em defesa do Presidente Gonzalo e de seu pensamento todo-poderoso e celebrando a vitória política, militar e moral da guerra popular no Peru conquistada pelo Presidente Gonzalo, que deu a vida de forma exemplar pelo Partido e pela revolução sem nunca se ajoelhar.”.

Leia também: Maoistas peruanos e brasileiros convocam 'Dia Internacional de ações' para honrar o Presidente Gonzalo

Confira as fotos divulgadas pelo periódico virtual marxista-leninista-maoista Internacional Comunista:

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

Ações feitas na Colômbia como parte da Campanha Internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo. Foto: Reprodução

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin