USA: Revolucionários comemoram a vida e luta do Presidente Gonzalo

Da esquerda para a direita, ações em: Houston, Oxnard, Pittsburgh, El Paso, Austin e Los Angeles. Fotos: Tribuna do Povo

Ativistas e revolucionários norte-americanos realizaram ações em dezenas de cidades por todo o país. Elas são parte das homenagens à vida e luta do Presidente Gonzalo, e compõem a Campanha Internacional pela Defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo e seu Todo-poderoso Pensamento. Foram 27 cidades onde ações de diversos tipos foram registradas.

Leia também: ‘Presidente Gonzalo vive em seu todo-poderoso pensamento!': Ações da campanha internacional em defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo

Em Houston (Texas), revolucionários realizaram um evento em 18 de setembro, celebrando o legado revolucionário do Presidente Gonzalo. Contando com intervenções, poemas e canções revolucionárias do PCP, os participantes também discutiram a importância do grande Chefe da Revolução Peruana para o Movimento Comunista Internacional (MCI) e assistiram ao discurso do Presidente Gonzalo de 24 de setembro de 1992, após sua captura pelo velho Estado peruano.

CATP de Houston. Foto: Tribune of the People

No mesmo dia, a organização anti-imperialista Servir ao Povo de Los Angeles (Califórnia) organizou um evento em homenagem ao Presidente Gonzalo. Os membros da comunidade local se reuniram para fazer cartazes e fizeram uma manifestação em um cruzamento movimentado.

Servir ao Povo de Los Angeles. Foto: Tribune of the People

Os Comitês de Apoio ao jornal Tribuna do Povo (CATP) das cidades de Orlando (Flórida) e Tacoma (Washington) realizaram eventos e manifestações no dia 18. O CATP de Tacoma, particularmente, junto de outros revolucionários e ativistas do noroeste do oceano Pacífico, realizaram uma manifestação em frente ao consulado peruano em Seattle para homenagear a vida e o trabalho do Presidente Gonzalo. Mais tarde, eles se dividiram em bairros operários no sul de Seattle para realizar atividades de agitação com trabalhadores e transeuntes.

CATP de Orlando. Foto: Tribune of the People

CATP de Tacoma. Foto: Tribune of the People

Em 22/09, o Socorro Vermelho, organização de apoio aos presos políticos revolucionários, se reuniu em Austin (Texas) com uma faixa que dizia: “Exigimos um enterro digno para Abimael Guzman!” Em seu site, o grupo emitiu um comunicado para reiterar essa demanda, onde consta: “O governo peruano ameaça cremar o corpo de Guzman e espalhar as cinzas no Oceano Pacífico para impedir que ele tenha um enterro digno. O estado o manteve sob seus ‘cuidados’ por 30 anos e optou por não lhe dar os cuidados médicos de que precisava”.

No dia 24/09, o velho Estado reacionário Peruano cremou o corpo de Abimael Guzmán, com medo de que seu sepultamento fosse mobilizar as massas peruanas em sua homenagem.

Socorro Vermelho de Austin. Foto: Tribune of the People

O Discurso do Presidente Gonzalo de 24 de setembro

Após terem ocorrido manifestações imediatamente após a morte do Presidente Gonzalo, foi convocada a Campanha Internacional pela Defesa da Chefatura do Presidente Gonzalo e seu Todo-poderoso Pensamento para o dia 24/09. Data essa em que ele realizou discurso frente à reação que buscava apresentá-lo com roupas listradas e em uma jaula, ocasião em que o Chefe do PCP fez o chamado aos comunistas, combatentes e massas para que seguissem os planos militares da Guerra Popular.

O CATP de Austin distribuiu nesse dia o editorial Honra e Glória ao Presidente Gonzalo, Maior Filho do Proletariado Internacional! para as pessoas que esperavam o ônibus no centro de Austin. Os membros do Comitê de Apoio venderam os jornais do Tribune e seguraram um cartaz com a consigna “Honra e glória eternas ao presidente Gonzalo”.

CATP de Austin. Foto: Tribune of the People

Em outro lugar na cidade, um grande cartaz de 12 metros com a palavra de ordem Viva o presidente Gonzalo! e uma foice e um martelo foi visto pendurado em um viaduto sobre a via Interestadual 35.

Faixa em Austin. Foto: Tribune of the People

Como parte da Campanha, o CATP de Oxnard (Califórnia), o Grupo de Estudos Revolucionário de Oxnard e o Jornal Revolucionário dos Estudantes realizaram um evento em um parque da cidade. Os organizadores do evento falaram sobre a vida do Presidente Gonzalo, sua Chefatura da Guerra Popular, bem como suas contribuições de validez universal à ideologia do proletariado. Os organizadores realizaram uma apresentação de teatro de rua sobre a história do PCP e a prisão do Presidente Gonzalo, bem como uma apresentação musical das canções revolucionárias Fora o Poder e Bandeira Rubra.

CATP de Oxnard, Grupo de Estudos Revolucionário de Oxnard e o Jornal Revolucionário dos Estudantes.  Foto: Tribune of the People

Durante a madrugada, os revolucionários foram à área agrícola da cidade realizar ações de agitação e propaganda entre os trabalhadores da fazenda Tnr. Eles conversaram com os trabalhadores sobre a vida do Presidente Gonzalo, seu papel no Partido Comunista do Peru e na Guerra Popular. Apresentaram canções revolucionárias e uma peça de teatro popular. 

Um gerente da propriedade chamou a polícia para intimidar os revolucionários, ao passo que os trabalhadores mostraram firmeza quando foram abordados. Os trabalhadores presentes também receberam artigos do Tribuna do Povo sobre o Presidente Gonzalo. Posteriormente, os revolucionários se reuniram na instalação de processamento de aipo Duda Farm Fresh Inc.

 Revolucionários de Oxnard. Foto: Tribune of the People

Em Houston (Texas), os revolucionários realizaram uma ação em frente ao consulado peruano em homenagem ao presidente Gonzalo. Um participante condenou o velho Estado peruano por assassinar o maior comunista de nossa época, enquanto outros, enfileirados, seguravam bandeiras vermelhas e uma faixa que dizia: Honra e glória eternas ao presidente Gonzalo!, Viva a Guerra Popular no Peru! e Proletários de todos os países, uni-vos!

Em Eugene (Oregon), apoiadores oficiais do Tribuna do Povo realizaram um evento em homenagem à vida do Presidente Gonzalo. Uma gravação do discurso transcendental do presidente Gonzalo foi reproduzida no evento e, em seguida, os participantes acertaram uma pinhata em forma de urna com a bandeira do Peru. A destruição das urnas é uma referência ao Início da Luta Armada no Peru (ILA-80), em 17 de maio de 1980, cujo marco foi uma ação armada que realizou a queima das urnas.

 Apoiadores do Tribuna do Povo de Eugene. Fotos: Tribune of the People

O CATP em Orlando (Flórida) reuniu-se em um parque local para comemorar a vida do presidente Gonzalo. Uma faixa vermelha foi pendurada em uma ponte no parque que dizia: Honra e glória eternas ao Presidente Gonzalo! Duas faixas com as palavras de ordem Viva a Guerra Popular no Peru! e Proletários de todos os países, uni-vos! foram penduradas outra ponte sobre uma rua movimentada no bairro de Aloma. 

As organizações Servir ao Povo e a Luta do Povo de San Fernando Valley exibiram o discurso na jaula na cidade de Los Angeles (Califórnia).

O CATP em Charlotte (Carolina do Norte) distribuiu cópias do editorial do Tribuna do Povo Honra e Glória ao Presidente Gonzalo, Maior Filho do Proletariado Internacional e apresentou a canção revolucionária peruana Fora o Poder no distrito de North Davidson da cidade.

CATP em Charlotte. Foto: Tribune of the People

O Servir ao Povo de Pittsburgh (Pensilvânia) e revolucionários de Kansas City (Missouri) realizaram atividades de agitação em locais movimentados de suas respectivas cidades. Na Cidade do Kansas, particularmente, uma faixa com os dizeres Honra e glória eternas ao Presidente Gonzalo! foi pendurada uma ponte.

Servir ao Povo de Pittsburgh. Foto: Tribune of the People

Revolucionários de Kansas City. Foto: Tribune of the People

Em Lincoln (Nebraska), os apoiadores oficiais do Tribuna do Povo distribuíram o editorial Honra e Glória ao Presidente Gonzalo, Maior Filho do Proletariado Internacional em um bairro operário.

Apoiadores oficiais do Tribuna do Povo em Lincoln. Foto: Tribune of the People

Já o CATP em Pittsburgh (Pensilvânia) apresentou uma exibição de filme de “Povo do Sendero Luminoso” (People of the Shining Path, em inglês), documentário sobre a Guerra Popular no Peru que inclui entrevistas com combatentes e camponeses. Em outra parte da cidade, foi documentado um mural ao longo da margem do rio Monongahela, medindo aproximadamente 25 metros de comprimento, onde lê-se: Honra e Glória eternas ao Presidente Gonzalo!.

Os CATP de New England, Charlotte (Carolina do Norte) e Fênix (Arizona) realizaram atividades entre manifestações pelas ruas das cidades, distribuição de panfletos e agitação das massas. Em Fênix foi realizada uma escola popular, em que assistiram o documentário You Must Tell the World, sobre a Campanha Emergencial em defesa do Presidente Gonzalo nos anos 90.

CATP de Fênix. Foto: Tribune of the People

Em El Paso, ativistas e apoiadores do Tribuna do Povo se reuniram em um parque local, realizando uma marcha com uma bandeira vermelha e um retrato do Presidente Gonzalo, cantando a Internacional. A declaração escrita pelo Comitê Zonal Ayacucho do PCP em 1990 foi recitada por um apoiante.

 Apoiadores do Tribuna do Povo de El Paso. Foto: Tribune of the People

Pichações também foram documentadas em Eugene, Oregon, com as palavras de ordem Presidente Gonzalo presente na luta! e Viva a Guerra Popular no Peru!, junto com da foice e martelo. Em Rochester foi pendurada uma faixa escrita Honra e glória eternas ao Presidente Gonzalo, Viva a Guerra Popular no Peru!

Em Branford (Connecticut) e Indianapolis (Indiana) pichações foram realizadas com as palavras de ordem Viva o presidente Gonzalo!, Viva o maoismo! e Honra e glória ao presidente Gonzalo!

Cartazes com o rosto do Presidente Gonzalo e a palavra de ordem Honra Glória eternas ao Presidente Gonzalo também foram documentados em várias cidades: Nashville (Tennessee), Orlando (Florida), Eugene (Oregon), Dallas (Texas), Chicago (Illinois), Waukegan (Illinois), Pensacola (Florida), Baltimore (Maryland), South Kingstown (Rhode Island), Worcester (Massachusetts), Providence (Rhode Island), San Antonio (Texas).

Cartazes em Providence. Foto: Tribune of the People

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin