RJ: Policial estupra jovem dentro de presídio em Benfica

(Atualizado em 12 de outubro, às 18h26m)

Agente penitenciário estuprou jovem dentro de presídio em Benfica. Foto: Fábio Costa.

Um policial vinculado ao sistema penal confessou que estuprou uma jovem de 24 anos. O fato ocorreu dentro da Cadeia Pública José Frederico Marques, em Benfica, Zona Norte do Rio de Janeiro, no dia 9 de outubro. Após a denúncia da jovem, o policial admitiu a violência sexual.

O crime aconteceu logo que a jovem deu entrada na cadeia. Ela foi presa depois de ter tentado levar cinco gramas de maconha para o namorado de 17 anos que está internado na unidade Dom Bosco do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), na Ilha do Governador, destinada a menores infratores.

Após ser detida, a mulher foi levada ao presídio de Benfica. Ao chegar ao local encontrou o agente penitenciário Alcides Barbosa de Abreu, responsável por recepcionar as mulheres que são presas. O policial já foi denunciado uma vez por agressão a ex-mulher e outra por ameaças ao próprio pai.

O advogado da jovem, que foi presa mas já liberada, disse que acredita que outras vítimas irão procurar a delegacia por conta de situações semelhantes, para que o estupro cometido pela jovem "não ocorra mais com outras presas".

Policial admite que cometeu estupro

A jovem conta que assim que chegou o inspetor já a levou para uma sala com um banheiro, dizendo que queria apenas conversar. Ao chegar na sala, o policial entrou no banheiro e chamou a jovem, quando ela entrou se deparou com o homem com o pênis para fora. A mulher contou que Alcides disse que se ela praticasse sexo oral nele, iria adiantar a audiência de custodia dela para o mesmo dia. "Chupa aqui, pois eu vou adiantar sua audiência de custódia para hoje mesmo", falou Alcides.

De primeira, a jovem se recusou a praticar o ato sexual. Com isso o policial pegou-a pela cabeça e a obrigou a fazer sexo oral nele. "A declarante recusou a oferta oferecida pelo inspetor (sexo oral em troca da antecipação da audiência de custódia). Logo, inconformado com a não aceitação, (ele) a pegou pela cabeça e colocou para praticar o ato de felação. Que, com muito medo, acabou cedendo à pressão psicológica praticada pelo inspetor", diz uma parte do depoimento da jovem.

A mulher ainda contou que pediu para o agente não cometer o abuso, porém Alcides continuou a violentá-la sexualmente. O agente penitenciário jogou sêmen nas roupas da jovem e numa máscara de proteção que ela usava. Ele ainda passou as mãos no seio da jovem.

A vitima contou que após o crime ficou extremamente abalada e chorou muito, ela foi amparada por um preso que trabalha na faxina, o qual a encorajou a denunciar o estupro. A moça então relatou o ocorrido para a direção do presídio e para uma agente mulher que trabalha na unidade. Todos os envolvidos foram levados à 21ª Delegacia de Polícia (Bonsucesso).

Ao ser questionado pelo diretor do presídio, Alcides confessou o crime. O policial foi preso em flagrante.

A mulher foi solta e obteve liberdade provisória acautelada após a audiência de custódia que aconteceu no dia 10 de outubro.

Alcides Barbosa de Abreu foi preso em flagrante após abusar sexualmente da jovem de 24 anos. Foto: Reprodução.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin