USA: Trabalhadores de monopólios exigem que empresas cortem relações com Israel

Militares israelenses levam jovem palestino detido, com os olhos vendados. Foto: Eshat Firat

No dia 12 de outubro, um grupo de 400 trabalhadores dos monopólios ianques (Estados Unidos, USA) de tecnologia Amazon e Google divulgou uma carta aberta em defesa do povo palestino, em que exigia que as empresas rescindissem um contrato de 1,2 bilhão de dólares com Israel. As duas monopolistas e o governo israelense firmaram um acordo para a realização do Projeto Nimbus, a fim de fornecer serviços em nuvem para o setor público e militares israelenses.

Segundo os próprios trabalhadores, a tecnologia do Projeto Nimbus "permite maior vigilância e coleta de dados ilegais sobre os palestinos e facilita a expansão dos assentamentos ilegais de Israel em terras palestinas", e seria usada "​​para negar aos palestinos seus direitos básicos, forçar os palestinos a saírem de suas casas e atacar os palestinos na Faixa de Gaza".

Eles rechaçam ainda, no documento, os contratos sem transparência e supervisão que as mesmas empresas realizaram também com o Departamento de Defesa do USA e o departamento de Imigração e Fiscalização Alfandegária (Ice), além de departamentos de polícia estaduais e locais. 

Mais de 300 funcionários da Amazon e mais de 90 do Google participaram da ação coletiva, em que denunciaram: "A tecnologia que nossas empresas contrataram para construir tornará a discriminação sistemática e o deslocamento executado pelos militares e pelo governo israelenses ainda mais cruéis e mortíferos para os palestinos". 

O grupo de trabalhadores anônimos de tecnologia afirma que o contrato fornecerá serviços em nuvem para Israel que ajudarão a coletar ilegalmente dados sobre os palestinos e de grupos que os apoiam. "Não podemos ignorar, pois os produtos que construímos são usados ​​para negar aos palestinos seus direitos básicos", afirmam ainda.

A SOLIDARIEDADE INTERNACIONALISTA AO POVO PALESTINO

Durante a ofensiva de Israel à Faixa de Gaza no mês de maio, em que 248 palestinos foram mortos sob os ataques aéreos sionistas, uma onda de mobilizações organizadas por trabalhadores em solidariedade ao povo palestino se alastrou pelo mundo. 

Na Inglaterra, por exemplo, manifestantes do Palestine Action e outros apoaidores ocuparam a fábrica Elbit-Thale Systems subsidiary UAV Tactical Systems, em Leicester que produz drones para os militares israelenses e interromperam a produção, trancando os portões com correntes. 

No mesmo período, um sindicato de estivadores italianos se recusou a embarcar um carregamento de armas com destino a Israel, e afirmou em comunicado que "O porto de Livorno não será cúmplice do massacre do povo palestino".

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin