Colômbia: Polícia de Choque assassina camponês durante protesto

O Esquadrão Móvel Antidistúrbio (Esmad) disparou contra um jovem camponês de 31 anos, Michelsen Vargas, no dia 13 de novembro. As forças reacionárias atingiram o jovem enquanto reprimiam um protesto de camponeses na estação de bombeamento de petróleo Santa Rosa, da empresa Cenit, subsidiária da Ecopetrol, em vila de Puerto Cerros, localizada no município de Bolívar. Michelsen permaneceu em cuidados intensivos no hospital até 18/11, quando morreu.

As exigências da comunidade eram a realocação de suas moradias após a demolição de várias casas pela Cenit, repúdio à pistolagem promovida pela empresa e reparo das estradas. Os camponeses protestavam contra a empresa há mais de 50 dias e já haviam sido reprimidos em mais de quatro ocasiões pela Esmad e o Exército reacionário.

Na manifestação do dia 13/11, especificamente, os camponeses protestaram na estação de bombeamento Santa Rosa, que faz o transporte da gasolina para a capital Bogotá. Haviam, na manifestação, idosos e crianças e, de acordo com os camponeses, todos foram indiscriminadamente atacados.

Michelsen Vargas Velazco foi atingido na cabeça por um projétil da Esmad enquanto protegia a vida das crianças, dos idosos e de outros membros da comunidade. Independente da evidente gravidade de seus ferimentos, ele foi algemado ao chão, arbitrariamente detido e negado assistência médica no tempo devido.

Jovem Michelsen, assassinado por um disparo da Esmad. Foto: BLU radio

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin