México: Preso político Salvador Pinal Meléndez deixará a prisão

O camponês Salvador Pinal Meléndez, preso político mexicano desde 20 de setembro, quando foi detido em sua casa, em Oaxaca, por tomar parte ativa na luta contra a mega construção do corredor ferroviário Corredor Interoceânico do Istmo de Tehuantepec (CIIT), será liberado da prisão após grande mobilização popular pela sua soltura. Quem divulgou a notícia, no dia 17 de dezembro, foi a Corrente do Povo Sol Vermelho (CPSV), organização democratico-revolucionária da qual o camponês faz parte.

Nesse dia foi realizada uma audiência para rever e modificar a medida preventiva imposta contra Salvador. O juiz de Valles Centrales acordou substituir a medida de prisão preventiva para prisão domiciliar. Tal decisão se deu após a defesa de Salvador expor uma série de inconsistências e decisões antijurídicas do juiz de controle de Tehuantepec, Jorge Giraldo Robles Hernández. Salvador Pinal Meléndez tem 61 anos de idade e está em delicado estado de saúde. Agora ele poderá ter um acompanhamento médico adequado.

A luta continuará até a absolvição de Salvador!

Entretanto, o CPSV relata que o caso ainda não está concluído, e que a luta pela Liberdade de Salvador deve estar junta à luta pela sua absolvição. O comunicado da organização revolucionária aponta que o camponês “foi vítima de despejo pelo bando armado comandado pelo mercenário ‘Tacho Canasta’ ao serviço do latifúndio e do CIIT”.

Eles denunciam ainda que, em lugar de Salvador, era o “mercenário e todo o seu grupo criminoso” quem deveriam estar na prisão pelos ataques contra os membros da comunidade, bem como pelas agressões contra a comunidade de Santa Cruz Tagolaba. E acrescentam que vão continuar a luta pela justiça e pela defesa dos direitos do povo. 

Durante todo o mês de novembro, por todo o México organizaram-se ações da campanha nacional pela liberdade do camponês. Nestas ações, democratas e revolucionários se mobilizaram para denunciar o caráter político da prisão do camponês. O corredor ferroviário contra o qual o camponês lutava é rechaçado pelo povo mexicano por atender aos interesses imperialistas através da exploração da força de trabalho dos camponeses mexicanos na atividade de extração e transporte de riquezas naturais. Sua construção promove o despejo dos camponeses de suas terras.

Imagem: Reprodução.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin