NA TRIBUNA #4: 'A criminalização da advocacia em defesa do povo e da luta pela terra' com a advogada Lenir Correia

A Redação de AND recebeu, em sua sede, a advogada popular Lenir Correia Coelho para uma entrevista exclusiva sobre a situação da criminalização da advocacia em defesa do povo e em defesa da luta pela terra em Rondônia. 

A advogada popular, Lenir Correia, membro da Associação Brasileira de Advogados do Povo Gabriel Pimenta (Abrapo) e da Rede Nacional de Advogados Populares (Renap), teve sua casa invadida no dia 23 de novembro, em meio a ações promovidas como parte da Operação “Canaã” fase 3, pelos agentes da 2ª Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) comandada pelo fascista governador Marcos Rocha, seu Secretário de Segurança Pública, José Hélio Cysneiros Pachá (apelidado pelos camponeses como “carniceiro de Santa Elina”) e pelo governo militar de Bolsonaro e generais.

A advogada constatou que o acervo de trabalho que os policiais levaram é imensurável, mas que “o que eles não conseguiram levar foi a dignidade” e declarou ainda que os advogados não vão parar de trabalhar em defesa dos direitos do povo.

Para a Dra. Lenir, o velho Estado elegeu a Liga dos Camponeses (LCP) como inimiga pública número um. “O inimigo não é o bandido, é o movimento social de luta pela terra - e dentro desse processo tem feito a criminalização de todos aqueles que fazem sua defesa”, declarou.

Durante o mês de dezembro, ocorreu nos estados de Rondônia e do Rio de Janeiro atos de desagravo à Dra. Lenir Correia junto ao lançamento do relatório da Missão de Solidariedade às Áreas Tiago Campin dos Santos e Ademar Ferreira, locais onde a advogada atua em defesa dos camponeses. As atividades foram organizadas pelo Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (Cebraspo) e a Associação Brasileira de Advogados do Povo Gabriel Pimenta (Abrapo) e reuniu dezenas de democratas.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin