Filipinas: Comandante do NEP é assassinado por forças do velho Estado


Execução de Ka Bok ocorreu semanas depois de execução de outro comandante do NE

O Partido Comunista das Filipinas (PCF) confirmou a morte do comandante nacional do Novo Exército do Povo (NEP) Menandro Villanueva, Ka Bok, em uma execução sumária pelas Forças Armadas das Filipinas (FAF). O Partido afirmou que ele foi capturado vivo na véspera do Natal passado, desmentindo a versão oficial que alega morte em “troca de tiros”.

De acordo com informações de inteligência recolhidas pelo PCF - Comissão de Mindanao, no dia 24 de dezembro de 2021, Ka Bok foi capturado vivo juntamente com Ka Sandra Reyes (Ka Kaye) após um enfrentamento com as forças de repressão na cidade de Mabini, Davao de Oro. No dia seguinte, o 10º Batalhão de Infantaria das FAF declarou publicamente que Ka Kaye foi morta nesse tiroteio, mas não fez qualquer menção a Ka Bok. O comandante, de 70 anos de idade, esteve sob a custódia das FAF fascistas durante cerca de 12 dias. Foi provavelmente sujeito a tortura antes de ser sumariamente executado.

Traçando a trajetória do Comandante do Novo Exército do Povo, o PCF publicou em nota que “Ka Bok ganhou a ira mais raivosa dos fascistas porque conduziu com sucesso o Partido e a revolução armada no sul de Mindanao de um nível para outro, porque despertou e deu poder às massas camponesas e Lumad*, porque ajudou a plantar e alimentar o núcleo do governo democrático-popular, e porque promoveu e guiou a resistência do povo contra a mineração e outras grandes operações capitalistas que devastaram a terra e saquearam e destruíram o ambiente.”

"A sua morte é lamentada pelo Partido, pelo NEP e por todas as forças revolucionárias, e pelas amplas massas de trabalhadores e camponeses, especialmente o povo oprimido do interior das províncias de Davao, a quem ele serviu muito nas últimas décadas", acrescentou o PCF.

Em síntese, o PCF expressa que “a morte de Ka Bok é uma grande perda para o Partido e para a revolução armada. Mas este revés é apenas temporário e será ultrapassado no devido tempo. Vários quadros do Partido e comandantes do NEP, veteranos na guerra popular, assim como jovens dirigentes treinados por Ka Bok e orientados para o trabalho militar e político, estão preparados para tomar o seu lugar e desempenhar as suas funções.”

O assassinato de Ka Bok após a sua captura segue-se ao crime semelhante perpetrado pelo 4º Batalhão de Infantaria das FAF contra Ka Oris (Jorge Madlos) no dia 29 de outubro de 2021. Ka Oris, juntamente com o médico do NEP Ka Pika, viajava de moto na cidade de Impasug-ong, Bukidnon, a caminho de uma instalação médica, quando foi assaltado por tropas fascistas e posteriormente assassinado.

NOTAS:

* Lumad: etnia indígena do sul das Filipinas. Estima-se que componham 15% da população total de 100 milhões do país.

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin