México: Revolucionários da Corrente do Povo Sol Vermelho realizam evento político-cultural de comemoração

Em 26 de dezembro passado, revolucionários e ativistas da Corrente do Povo Sol Vermelho (CPSV, na sigla em português, ou Corriente del Pueblo Sol Rojo no original em espanhol) se reuniram para comemorar o 128° natalício do Presidente Mao Tsetung e o aniversário de 5 anos de “vida pública” da organização revolucionária e democrática, sendo 14 anos ao total de trabalho político entre as massas mais profundas do povo.

Sobre o Presidente Mao Tsetung e seu 128° natalício, o Sol Rojo o descreve como “o quinto líder indiscutível do proletariado internacional, que elevou o marxismo em sua nova etapa em suas três fontes e em suas três partes constitutivas”.

Levantando as bandeiras vermelhas da Revolução de Nova Democracia ininterrupta ao socialismo, “nós, sol rojistas [nome dado aos membros da organização], nos unimos às celebrações da classe do proletariado internacional e dos povos oprimidos, precisamente em um contexto onde, diante da agressão imperialista e da falência do revisionismo, o proletariado internacional luta por colocar o maoismo à frente das lutas justas dos explorados e oprimidos, enfatizando que o maoismo é a nova, terceira e superior etapa do marxismo, sendo então marxismo-leninismo-maoismo, principalmente maoismo”.

Sobre os 14 anos ao total e 5 anos publicamente de trabalho político entre as comunidades rurais e as massas mais fundas e profundas do povo, o Sol Vermelho afirma que esses anos foram anos de “luta e organização classista, de luta e resistência, de ousadia de lutar e de pagar altos preços por isso”.

Os revolucionários destacaram e homenagearam durante o evento os nomes e figuras de cada membro da organização, filhos do povo, que deram a vida pela Revolução, e exclamaram: Companheiros caídos em combate, em combate serão vingados! Companheiros desaparecidos e assassinados, vivem no coração do povo! Companheiros caídos na luta, presentes!

Companheiros do Centro de Estudos Culturais e Científicos para a Revolução Proletária também apresentaram sua mais recente publicação, uma antologia com dois importantes textos do Presidente Gonzalo, no marco da campanha internacional em defesa de sua chefatura e de seu todo-poderoso pensamento gonzalo.

O evento

O auditório do evento rapidamente já estava lotado. Ativistas responsáveis por cada região e cada área de trabalho tomaram a palavra, proferindo discursos cheios de militância e saudações à militância em geral. Do vale, das montanhas, das serras, da costa, da selva, da cidade, das fábricas, dos hospitais, das escolas do ensino fundamental, das universidades, de todos os lugares, os “sol rojistas” enviaram suas saudações nesta importante data. Também estavam lá as famílias dos companheiros caídos em combate e desaparecidos, esposas, filhos e netos... gerações de sol rojistas como dizia o companheiro Saúl Morales Hernández, o "Chino Pelón".

O auditório também estava coberto por cartazes com os rostos de importantes lutadores do povo mexicano, como do Dr. Ernesto Sernas García, Javier López Martínez, Jorge Alberto Hernández, Luis Armando Fuentes Aquino, Jorge Alberto Cruz Torrez, Yolanda Cabrera e Saúl Morales Hernández.

Os jovens organizados no Movimento Estudantil Popular e as Brigadas da Juventude Popular cantaram A Internacional. Segundo o CPSV: “A juventude proletária e popular liderando um ato solene em um evento tão importante. Aqui as palavras do companheiro Sernas García se tornam relevantes ‘devemos garantir o revezamento de gerações do processo revolucionário”.

Os jovens camaradas também recitaram poemas como Para Lenin de Roque Dalton e Um prisioneiro olhando para seu filho de Mario Benedetti. “Aqueles camaradas que sentiram tortura e prisão em sua carne, assim como os filhos daqueles camaradas, ficaram particularmente emocionados, e o auditório foi inundado de aplausos em mais de uma ocasião”, relata o CPSV.  

Depois, durante a discussão para a apresentação da antologia de textos do Presidente Gonzalo, foi enfatizada a necessidade de aprofundar o estudo das contribuições de validez universal do Presidente Gonzalo, dando-lhe maior divulgação entre o povo e convertendo sua teoria revolucionária em ação revolucionária naquele país.

No final do evento houve uma confraternização coletiva, em um clima de companheirismo, onde novamente foram proferidas palavras de ordem de luta, motivando a fortalecer a organização.

A porta-voz da organização, a companheira Yolanda Ruiz Cruz, enfatizou o encerramento do evento com uma fala onde mencionou que "diante das políticas de continuidade do governo federal, pró-imperialista e a serviço da grande burguesia, é necessário fortalecer nosso trabalho” e afirmou que os decretos “do falso messias que está militarizando o país para garantir seus mega-projetos vai enfrentar um muro de aço, como confirma o esforço unido do Fórum Nacional de Resistência do qual fazemos parte e a resistência contra o Corredor Interoceânico do qual participamos ativamente desde nossas comunidades de base". 

A porta-voz também convidou a todos a fortalecer a Assembléia Geral da organização no dia 15 de janeiro.

Com este evento político-cultural, os revolucionários encerraram o ano de 2021 e prepararam suas forças para iniciar o ano de 2022 organizados e exclamam as seguintes palavras de ordem: Bem-vindos ao ano de 2022, bem-vinda seja a agudização da luta de classes! e Inundar as ruas e praças com as bandeiras vermelhas da Revolução de Nova Democracia!

Veja aqui as imagens da comemoração:

Revolucionários e ativistas da Corrente do Povo Sol Vermelho (CPSV, na sigla em português, ou Corriente del Pueblo Sol Rojo no original em espanhol) se reuniram para comemorar o 128° natalício do Presidente Mao Tsetung e o aniversário de 5 anos de “vida pública” da organização revolucionária e democrática. Foto: solrojista.blogspot

Revolucionários e ativistas da Corrente do Povo Sol Vermelho (CPSV, na sigla em português, ou Corriente del Pueblo Sol Rojo no original em espanhol) se reuniram para comemorar o 128° natalício do Presidente Mao Tsetung e o aniversário de 5 anos de “vida pública” da organização revolucionária e democrática. Foto: solrojista.blogspot

Juventude revolucionária canta A Internacional. Foto: solrojista.blogspot

Antologia com textos do Presidente Gonzalo é apresentada. Foto: solrojista.blogspot

Homenagem com imagens de revolucionários mexicanos do CPSV. Foto: solrojista.blogspot

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin