LINK: Corte Interamericana de Direitos Humanos julgará o velho Estado brasileiro pelo assassinato de Gabriel Pimenta

O Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos (Cebraspo) convoca a todas as entidades democráticas e pessoas que lutam por um Brasil democrático e progressista a acompanharem o julgamento do estado brasileiro pelo assassinato do advogado do povo, Gabriel Pimenta. 

A ação ocorrerá nos dias 22 e 23 de março em uma das sessões da Corte IDH, das 11:00 às 15:00 através dos canais da Corte IDH no facebook e no youtube

Link para a segunda parte do julgamento: https://www.youtube.com/watch?v=t8ex69_eiZI

O julgamento promovido pela Corte Interamericana de Direitos Humanos, da Organização dos Estados Americanos (OEA), ocorrerá cerca de 40 anos após o crime. Gabriel Pimenta, intrépido democrata e herói do povo brasileiro, dedicou sua vida desde a tenra juventude a servir as massas em luta. Em 1982, foi covardemente assassinado pelo latifúndio por lutar ao lado dos camponeses de Marabá, no Pará.

Mesmo com provas incontestáveis, o processo que durou décadas não levou a punição dos criminosos revelando mais uma vez a relação incestuosa do velho Estado brasileiro seu dito “poder” judiciário e o latifúndio.

Leia também: OEA julgará Estado brasileiro após assassinato de advogado Gabriel Pimenta 

Segundo o Cebraspo, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos foi peticionada em 9 de novembro de 2006, pelo Centro pela Justiça e o Direito Internacional (CEJIL) tendo como partes interessadas a família de Gabriel e a Comissão Pastoral da Terra (CPT) de Marabá. A Comissão concluiu que a investigação foi marcada por omissões do Estado, que as autoridades não agiram com a devida diligência ou dentro de um prazo razoável. 

“Os peticionários alegaram a violação dos artigos I (direito à vida), XVIII (direito à justiça) e XXII (direito de associação) da Declaração Americana de Direitos e Deveres do Homem (DADDH) e dos artigos 8º (garantias judiciais) e 25 (proteção judicial), em conexão com o artigo 1.1 (obrigação de respeitar os direitos), todos da Convenção Americana sobre Direitos Humanos (CADH) devido ao fato de o Estado não ter adotado medidas preventivas para garantir o direito à vida da vítima e também pelo fato de o crime ter ficado impune até aquela data”.

O Cebraspo afirma ainda: “A presença mostrará que o caso Gabriel não pode passar impune pois reforça todos aqueles que no Brasil se beneficiam da manutenção da violência do latifúndio e da cumplicidade de agentes do Estado”.

Gabriel Pimenta, advogado do povo covardemente assassinado pelo latifúndio. Foto: Reprodução

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin