BA: Pistoleiros atacam acampamento na Chapada Diamantina

No dia 29 de março, dois pistoleiros que se apresentaram como policiais invadiram e atacaram um acampamento no município de Itaetê, na região da Chapada Diamantina, no estado da Bahia (BA). Durante o ataque os pistoleiros renderam dirigentes, espancaram e atiraram contra as famílias camponesas, um dos tiros atingiu uma trabalhadora que foi hospitalizada. 

O ataque aconteceu no momento em que um dos dirigentes precisou sair do acampamento, ele então foi rendido e agredido pelos dois pistoleiros encapuzados. Em seguida, os pistoleiros foram em direção às famílias no acampamento. Os camponeses não se intimidaram com a presença dos homens armados e enfrentaram os criminosos. 

Após o ataque os camponeses permanecem acampados exigindo o justo  direito à terra, mesmo sob as ameaças feitas pelos pistoleiros afirmando que voltarão ao acampamento. 

Uma parcela de 3,5 mil hectares da terra do latifúndio, denominada fazenda Dois Rios, no dia 25 de março foi ocupada  por 250 famílias camponesas organizadas pelo Movimento Sem Terra (MST). No primeiro dia de ocupação, os trabalhadores foram intimidados por dois paramilitares que se identificaram como seguranças de latifundiários. 

Os camponeses localizados em assentamentos próximos estão se deslocando para prestar solidariedade e ajudar na reconstrução dos barracos das famílias atacadas no acampamento.

As ocupações

A ocupação da fazenda Dois Rios é a terceira ocupação das terras do latifúndio em apenas um mês. No município de Planaltino, cerca de 230 famílias ocuparam terras do latifúndio  supostamente pertencentes à Companhia de Ferro Ligas da Bahia (Ferbasa) que segundo a própria, fatura anualmente 350 milhões de dólares.  

No município baiano de Piritiba, 50 famílias ocuparam o latifúndio fazenda Cajazeira. Essas e as demais ocupações que estão ocorrendo em todo território nacional, crescem frente à crise do capitalismo burocrático que aprofunda a situação de miséria em que vivem parte das grandes massas populares. 

A Chapada Diamantina

A região da Chapada Diamantina é composta por 24 municípios. Um território com terras fortemente concentradas nas mãos de poucos, onde após o declínio da extração de minérios, a exploração passou a se dar pela extração de madeira e a utilização das áreas desmatadas pelo latifúndio com criação de gados e grandes monoculturas. A situação foi agravada nas décadas de 1970 e 1980 quando o velho Estado com crescentes subsídios, estimulou a concentração de terras nas mãos de latifundiários. Todo esse processo foi marcado pela violência por parte dos reacionários e pela resistência dos camponeses.

O Dossiê Nordeste Seco elaborado pelo geógrafo Aziz Nacib Ab'Saber, em 1999, apontava que neste período na região existiam cerca de 4 milhões de camponeses sem terra. 


Momento em que centenas de famílias ocupam o latifúndio Dois Rios. Foto: MST BA

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin