GO: MFP e CSSP fazem panfletagem em celebração ao 1º de maio classista e combativo

Ativistas do Movimento Feminino Popular (MFP) juntamente com membros do Comitê Sanitário de Solidariedade Popular (CSSP) de Goiânia, capital do estado de Goiás, celebraram o 1º de maio com classismo e combatividade através de uma vigorosa panfletagem nas áreas de atuação do CSSP.

No panfleto está expressa uma calorosa saudação classista e combativa a todos os trabalhadores e trabalhadoras por ocasião do dia 1º de maio. O texto também expõe a origem da data em homenagem aos Mártires de Chicago.

Os ativistas também saudaram, através da panfletagem, o proletariado internacional e as massas que resistem cotidianamente a este sistema de exploração e opressão mundial. Também expressam saudações aos jovens, anciãos, homens e mulheres do campo e da cidade, indígenas e quilombolas que lutam bravamente contra toda sorte de miséria imposta por consecutivos governos lacaios do imperialismo, principalmente ianque. Afirmam ainda, estarem orgulhosos por serem parte desta classe, que produz tudo deste mundo e que tudo deve possuir.

Os ativistas também denunciaram a atual situação de miséria e fome da população, onde metade da população vive com algum grau de insegurança alimentar, eufemismo tecnocrático para fome e miséria. Denunciam ainda que o povo já não aguenta mais a perda de direitos e a exploração atual a qual são submetidos, através das longas jornadas de trabalho, ônibus lotados, sistema de saúde precário e etc.

Leia Também: Liga Operária: Viva o 1º de maio classista e combativo!

Os movimentos convocaram a todos à luta, insuflando as massas a saírem às ruas para reivindicar seus direitos, convertendo toda miséria e exploração em combustível para atiçar o fogo da rebeldia. Ressaltaram ainda o fato de que cada dia mais as massas se levantam em grande explosividade, apontando que se deve mirar nesses exemplos, mais precisamente nos locais em que o povo segue em luta através de tomadas de terras, greves, ocupações de terrenos urbanos e luta por direitos. Lutas que muitas vezes se dão enfrentando o aparato de repressão do velho Estado burguês-latifundiário brasileiro, como as polícias e as Forças Armadas reacionárias.

No panfleto, os ativistas concluem que essas lutas, ao invés de frear o espírito combativo das massas, as fazem enfrentar com uma fúria ainda maior os aparelhos de repressão do velho Estado. Os ativistas usam como grande exemplo a luta de resistência nacional do povo ucraniano, combatendo com guerra os imperialistas que ali invadem.

O texto do panfleto se encerra com uma mensagem destinada a todos os povos do mundo, expressando a certeza de vitória de toda classe operária frente aos inimigos imperialistas, para que se abra o caminho para a construção de um mundo novo.

Ativistas fazem panfletagem em Goiânia por ocasião do dia 1º de maio. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin