MG: Celebração da resistência ocorre na Vila Bandeira Vermelha

No dia 8 de maio de 2022, as massas da Vila Bandeira Vermelha realizaram sua tradicional celebração do aniversário da resistência das famílias do até então Acampamento Vila Bandeira Vermelha contra a forças repressivas do Velho Estado, onde foram tombaram em combate os heróis do povo brasileiro Elder Gonçalves de Souza e Erionides Anastácio dos Santos. Participaram da celebração e das homenagens aos heróis as organizações dirigentes do acampamento os movimentos: Luta Popular pela Moradia (LPM), Movimento das Comunidades Populares (MCP) – que na época se denominava MCL –, Frente Revolucionária de Defesa dos Direitos do Povo (FRDDP), Liga Operária, Sindicato dos Operários da Construção Civil de BH (Marreta), Movimento Feminino Popular (MFP) e Comitê de Defesa da Bandeira Vermelha, além de várias famílias da Vila.

Na abertura do evento os heróis do povo brasileiro: Sandra Lima, Sensando Alves, Erionides Anastácio e Elder Gonçalves, foram homenageados. Foto: Banco de Dados AND

A celebração foi iniciada com falas de dirigentes históricos do acampamento, relembrando que a conquista só foi possível pelo alto grau de organização da massa dirigida por uma organização consequente e decisão inabalável. O Comitê de Defesa da Vila e a Comissão de Moradores falaram sobre a atual luta das massas no local: a garantia dos registros em cartório de todas as casas da Vila que está em andamento por conta de diversas assembleias e manifestações realizadas para que a prefeitura as fizesse. A FRDDP fez uma explanação sobre a importância que a Vila Bandeira Vermelha tem para o movimento revolucionário no Brasil e no mundo, sobre a situação em que vive o povo brasileiro e a necessidade de uma Revolução de Nova Democracia que destruirá o latifúndio, o capitalismo burocrático e expulse o imperialismo do país, que só poderá ser realizada pelas massas dirigidas por uma vanguarda consequente armada da ideologia científica do proletariado.

Ativistas dos movimentos presentes na celebração também fizeram falas. Foto: Banco de Dados AND

Ao final da celebração e por conta de coincidir com o dia das mães, a Comissão de Moradores e o MFP decidiram realizar uma homenagem para mais de 50 mães que foram parte ativa dessa resistência e até hoje são parte da luta. Uma representante do MFP destacou o papel dessas mães na batalha de 26 abril de 1999 em que elas eram linha de frente com os filhos no colo, bravamente resistindo com alto grau de decisão frente à repressão. E logo vieram as crianças da Vila entregar uma lembrança para cada uma das mães, que estavam emocionadas e entoaram com firmeza as canções de luta como o Hino do MFP e O Risco, Conquistar a terra e Bella Ciao.

Lembranças foram dadas as mães da Vila Bandeira Vermelha. Foto: Banco de Dados AND

Por fim, as famílias confraternizaram com música ao vivo e uma feijoada feita pela Comissão de Moradores para custear placas que serão colocadas em todas as ruas contando a história da Vila Bandeira Vermelha e origem dos nomes de suas ruas que são homenagens aos marcos da batalha e aos heróis Elder e Erionides.

Show da cantora popular Marli Mena. Foto: Banco de Dados AND

Venda das marmitas de Feijoada feita pela Comissão de Moradores. Foto: Banco de Dados AND

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin