Poema: “Treme o lado direito da rua” (1964), de Manoel Raposo

Manoel Coelho Raposo (1933-2009) foi um importante comunista brasileiro. O seguinte poema foi escrito durante sua prisão em 1964.

  

Jornais do mundo burguês

abrem-se em manchetes colossais

e do lado esquerdo da rua

o silêncio

 

Do bangalô de luxo um suspiro

um suspiro do senhor do bangalô

e do lado esquerdo da rua

o silêncio

Foguetes ensurdecedores

rasgam o firmamento

em violentas explosões de júbilo

e do lado esquerdo da rua

o silêncio

 

O nome de Deus

pelas caridosas senhoras do soçaite

é pronunciado com emoção

elas agradecem

a salvação dos seus palácios

e suas piscinas ornamentadas

de coxas

seios

e virgindades mortas

e do lado esquerdo da rua

o silêncio

 

A "sagrada" propriedade

privada

da terra ensanguentada

está salva

os senhores da terra

matam bois e carneiros

para a festa antecipada

e do lado esquerdo da rua

o silêncio

 

O silêncio

do silêncio surge a "profecia"

"toda noite tem aurora"

quebra-se o silêncio

do lado esquerdo da rua

rompe o sol no horizonte

os raios invadem o lado

esquerdo da rua

a liberdade se anuncia

treme o lado

direito da rua

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

LEIA TAMBÉM

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de Apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro

E-mail: [email protected]om
Reuniões semanais de apoiadores
todo sábado, às 9h30

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda (licenciado)
Victor Costa Bellizia (provisório)

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão (In memoriam)
Henrique Júdice
Matheus Magioli Cossa
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação
Ana Lúcia Nunes
João Alves
Taís Souza
Gabriel Artur
Giovanna Maria
Victor Benjamin

Ilustração
Victor Benjamin