Venezuela: Boicote à Constituinte atinge 58% do eleitorado

A- A A+

Ao menos 11,4 milhões (58,5%) de venezuelanos boicotaram as eleições para a Constituinte corporativista. Um total de 19,5 milhões estavam registrados para votar nesse 30/07. Os dados são do Conselho Nacional Eleitoral. A matéria completa sobre o assunto pode ser lida em AND nº 193.

Dirigidos diretamente pelos ianques, o México, Colômbia, Panamá, Argentina, Costa Rica, Peru, Paraguai, Espanha e o próprio USA anunciaram que não reconhecerão os resultados da votação à Constituinte. O governo reacionário de Temer se alinhou com o USA. 

Ao menos 10 pessoas morreram em protestos durante o dia de votação (30/7). O Ministério Público confirmou três mortes em Mérida, uma em Lara, três em Táchira (oeste) e uma em Sucre (nordeste).

Em Caracas, uma emboscada foi empreendida com uma bomba contra uma patrulha policial com motocicletas. A explosão ocorrida na praça Altamira (centro da cidade) destruiu motocicletas e deixou sete policiais feridos.

Os protestos estão proibidos desde o dia 28/7, sob penas de até 10 anos de prisão até o dia 1º de agosto.

Maquinações imperialistas

Durante o Fórum de Segurança de Aspen, realizado de 19 a 22/07, a CIA ianque destacou a “integração” com países lacaios da região para intervir na Venezuela.

“Acabo de estar na Cidade do México e em Bogotá [Colômbia] na semana passada falando sobre este tema precisamente; tentando ajudá-los a entender as coisas que poderiam fazer para alcançar melhores resultados para o seu canto do mundo e nosso canto do mundo”, afirmou o diretor da CIA ianque, Mike Pompeo.

Frente a esse cenário, os países vizinhos armam suas fronteiras, particularmente a Colômbia, que reforçou a linha fronteiriça à Venezuela com tropas do exército e com tropas especiais que até então combatiam os guerrilheiros das Farc. A justificativa foi “prevenir” um surto de febre aftosa que não é registrado na região desde 2009.

A Comissão das Forças Armadas do Senado ianque, em relatório apresentado em 9/07, afirmou que a situação política na Venezuela indica para uma guerra civil, ainda que de proporções limitadas.

O documento põe em xeque os interesses ianques na região, preparando o terreno para a agressão armada imperialista.

Emboscada destrói motocicletas e fere 7 policiais em praça no Centro de Caracas. Foto: AFP

 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Fausto Arruda

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza