Índia: Greve convocada por maoistas paralisa distritos

Uma greve geral (bandh) convocada pelo Partido Comunista da Índia (Maoista) paralisou ao menos cinco distritos no estado de Orissa, no dia 21/10.

A greve, convocada no dia 13/10 pelo porta-voz do Comitê Zonal Especial fronteiriço de Andhra-Odisha, camarada Jagabandhu, é uma resposta às atrocidades policiais e exigindo sistema de irrigação para os camponeses da região.

A greve durou 12 horas e obteve adesão significativa nos distritos de Rayagada, Kandhamal, Kalahandi, Gajapati e Ganjam, apesar do Estado policial mobilizado para constranger e intimidar os trabalhadores e pequenos comerciantes. Todo o sistema de transporte coletivo foi paralisado nesses distritos.

Os maoistas bloquearam ainda uma rodovia federal com barricadas na ponte de Tagada, Baliguda e Tumudibandh, no distrito de Kandhamal. Bandeiras vermelhas com consignas agitadas pelos comunistas anunciavam a greve.

Há também boatos de uma ação armada realizada na fronteira de Kandhamal com Kalahandi, conforme informou o monopólio da imprensa local Indian Express.

A greve foi convocada principalmente para exigir punição ao estupro de uma jovem tribal no distrito de Koraput, onde tropas da Força Policial da Reserva Central (FPRC) realizam operações anti-maoistas. A jovem voltava para casa e foi violentada por quatro soldados da reação, denunciou o PCI (Maoista).

Maoistas bloqueiam rodovia federal com barricadas na ponte de Tagada, Baliguda e Tumudibandh, no distrito de Kandhamal. 

NÃO SAIA AINDA… O jornal A Nova Democracia, nos seus mais de 18 anos de existência, manteve sua independência inalterada, denunciando e desmascarando o governo reacionário de FHC, oportunista do PT e agora, mais do que nunca, fazendo-o em meio à instauração do governo militar de fato surgido do golpe militar em curso, que através de uma análise científica prevíamos desde 2017.

Em todo esse tempo lutamos e trouxemos às claras as entranhas e maquinações do velho Estado brasileiro e das suas classes dominantes lacaias do imperialismo, em particular a atuação vil do latifúndio em nosso país.

Nunca recebemos um centavo de bancos ou partidos eleitoreiros. Todo nosso financiamento sempre partiu do apoio de nossos leitores, colaboradores e entusiastas da imprensa popular e democrática. Nesse contexto em que as lutas populares tendem a tomar novas proporções é mais do que nunca necessário e decisivo o seu apoio.

Se você acredita na Revolução Brasileira, apoie a imprensa que a ela serve - Clique Aqui

Edição impressa

Endereços

Jornal A Nova Democracia
Editora Aimberê

Avenida Rio Branco 257, SL 1308 
Centro - Rio de Janeiro - RJ
Tel.: (21) 2256-6303
E-mail: [email protected]

Comitê de apoio em Belo Horizonte
Rua Tamoios nº 900 sala 7
Tel.: (31) 3656-0850

Comitê de Apoio em São Paulo
Rua Silveira Martins 133 conj. 22 - Centro
Reuniões semanais de apoiadores
toda segunda-feira, às 18:45

Seja um apoiador você também:
https://www.catarse.me/apoieoand

Expediente

Diretor Geral 
Fausto Arruda

Editor-chefe 
Victor Costa Bellizia

Conselho Editorial 
Alípio de Freitas (In memoriam)
Fausto Arruda
José Maria Galhasi de Oliveira
José Ramos Tinhorão 
Henrique Júdice
Hugo RC Souza
Matheus Magioli Cossa
Montezuma Cruz
Paulo Amaral 
Rosana Bond

Redação 
Ana Lúcia Nunes
Rodrigo Duarte Baptista
Vinícios Oliveira

Ilustração
Taís Souza